Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

5 casas em que a escada é o destaque do projeto

Residência Z.C, por Klam Arquitetura | Foto: Ale Rodrigues

Texto: Karina Dantas

Quando falamos em escada, nem sempre notamos que ela é o “coração” de muitos projetos arquitetônicos. E assim como toda e qualquer estrutura, também precisa de um bom projeto antes de ser construída.

Modelo, matéria-prima, cor, local de instalação e montagem devem ser pensados para que a escada entre em harmonia com móveis, revestimentos e demais conceitos do projeto. A depender da ousadia do arquiteto, a estrutura transforma-se em uma escultura, tornando-se parte da decoração do ambiente.

A seguir, fizemos uma lista com 5 casas em que a escada é o destaque do projeto.

1 - Casa M16

Desenhada pelo escritório NEBR arquitetura, a escada suspensa da Casa M16, localizada em Carpina (PE), marca presença na entrada principal e conecta os dois pavimentos.  

“O intuito, desde o princípio, foi ter a escada como objeto de destaque, mas que, ao mesmo tempo, contribuísse com o protagonismo dos demais elementos do projeto”, conta o arquiteto Edson Muniz.

Foto: Maíra Acayaba

Com degraus de traço único e contínuo, possui chapas de aço galvanizado de 4 mm de espessura e pintura eletrostática amarela. Devido ao seu peso – mais de 700 kg –, teve que ser içada por caminhão munck e fixada em concreto armado com auxílio de parabolts.

2 - Residência Z.C

Localizada na Praia de Itamambuca, no litoral paulista, a Residência Z.Cconta com ambientes integrados e funcionais. O projeto arquitetônico é assinado pelo escritório Klam Arquitetura.

Foto: Ale Rodrigues

O pavilhão térreo é interrompido por uma verdadeira obra de arte, concebida pelo designer Hugo França: a “Escada Carvalho”.

Trata-se de uma estrutura feita com tronco de Angico Preto de 10 m de altura, que por sua vez fica envolto por fios de metal – responsáveis por sustentar os degraus em madeira de garapa.

Detalhe: a árvore que serviu de matéria-prima foi encontrada por um morador, caída na Mata Atlântica da região.

3 - Casa BT

Inteiramente construída com estrutura metálica, a Casa BT, localizada em Cabreúva (SP), possui atmosfera minimalista e industrial.

“Pensamos que a escada não poderia ser diferente. Ela está posicionada logo na entrada, de forma centralizada linearmente. E dá acesso ao primeiro pavimento, que abriga os dormitórios. Nosso objetivo era, justamente, que ela fosse o ponto principal da sala”, conta a arquiteta Mariana Rotta, do escritório Taguá Arquitetura

Foto: Leonardo Giantomasi

Para obter uma estrutura leve e chamativa, o projeto utilizou uma viga lateral embutida na parede, que causa a impressão de os degraus flutuarem. Já na lateral que dá para a sala, os cabos de aço finos funcionam como guarda-corpo.

Os primeiros degraus – feitos em concreto aparente – se estendem, formando uma bancada que recebe duas lareiras à álcool. Os demais foram feitos na mesma cor da estrutura metálica explorada na construção. Eles são vazados em balanços feitos de aço e contam com pisadas revestidas em silestone branco. 

4 - Residência em Iporanga

Norteada pela sustentabilidade, a escada da Residência em Iporanga, situada no Guarujá (SP), foi fabricada em madeira cumaru. Concebida em uma fábrica de estruturas de madeira, o elemento foi montado apenas na obra.

Foto: Romulo Fialdini

Localizada no hall de entrada, a escada tem peças dependuradas no teto com tirantes de aço, oferecendo transparência, fluidez e leveza ao ambiente. A equipe do escritório Sidônio Porto Arquitetos Associados, responsável pelo projeto da residência, já estava familiarizada com tal disposição, pois foi uma exigência do cliente. 

5 - Golf Quinta da Baroneza IV

Projetada para ser o corpo central da morada Golf Quinta da Baroneza IV, localizada no interior de São Paulo (SP), a escada possui vista para a área externa e para o paisagismo. “Fiz questão de projetar os degraus vazados para não obstruir o visual”, comenta a arquiteta Deborah Roig – titular do escritório de mesmo nome.

Foto: Marco Antônio

Com a proposta de estabelecer uma atmosfera leve, a estrutura metálica foi escolhida para dar forma à escada, que por sua vez divide os ambientes e se estende sob um espelho d’água e uma claraboia.

Esses dois últimos elementos, por sinal, agem como refletores iluminados, oferecendo aconchego e beleza ao ambiente, junto com o projeto de paisagismo.

As pisadas em madeira de demolição, o guarda-corpo de vidro e o acabamento em aço corten – o mesmo utilizado na fachada – tornam a escada o ponto de maior atração da casa.

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo