Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

8 destinos de viagem que têm tudo a ver com arquitetura. Confira!

Crédito: Shutterstock

Redação Galeria da Arquitetura

Arquiteto aproveita as férias não apenas para dar uma “arejada”, conhecer novos lugares e descansar. Muitos não conseguem deixar de contemplar a arquitetura...

Conversamos com alguns profissionais da área que deram 8 destinos de viagem que têm tudo a ver com arquitetura. Confira!

As casinhas coloridas e as sacadas com flores são um dos ícones de Cartagena. Por: Jess Kraft/ Shutterstock

1. Cartagena – Colômbia

Começamos a lista com a sugestão da arquiteta Valéria Piassi: Cartagena, a quinta maior cidade da Colômbia. Segundo ela, o local encanta pela bela arquitetura colonial e pelas casinhas coloridas que carregam detalhes históricos do povo que ali viveu.

“A cidade tem grande riqueza material e cultural. As ruas estreitas em meio às casinhas coloridas com flores nas sacadas são detalhes que vão além do que podemos projetar em uma prancheta”.

O centro antigo, a Plaza de Bolívar, a Catedral de Cartagena, a Praça San Pedro Claver e a Igreja de São Pedro são outros pontos obrigatórios para se conhecer.

Com seu porto e prédios coloridos, Nyhavn é o cartão postal de Copenhague. Por: Moraline Free/ Shutterstock

2. Copenhague – Dinamarca

Piassi também indica uma das capitais mais renomadas da Europa: Copenhague, na Dinamarca. “A cidade carrega sua cultura em detalhes construtivos, com grande riqueza de materiais. Inclusive, lá valoriza-se muito mais o espaço urbano para que a população possa se deslocar facilmente”.

Uma área popular da cidade é Nyhavn, conhecida por suas cores intensas e alegres, casas antigas e seus lindos canais.

O Coliseu de Roma é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo. Por: Javen / Shutterstock

3. Roma – Itália

Se você for à Roma, fique preparado para andar bastante. Afinal, a cidade possui várias atrações, como o Coliseu, a Basílica de São Pedro, a Fontana di Trevi, a Capela Sistina, a Piazza Navona...e muito – mas muito – mais!

“Quando viajamos, conhecemos outros tipos de construções e aprendemos a valorizar o antigo e os materiais de outras culturas. A prática de conhecer novos edifícios nos proporciona experiências com luz e sombra”, afirma Valéria Piassi.

Galeria Hélio Oiticica no Instituto Inhotim. Por: Paulo Nabas/ Shutterstock

 4. Brumadinho – Minas Gerais

A arquiteta e urbanista Fernanda Lanzarin – também secretária geral da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) – sugere um destino brasileiro: Brumadinho, em Minas Gerais.

E lá, não dá para deixar de conhecer o Instituto Inhotim, sede de um dos mais importantes acervos da arte contemporânea do País. Possui galerias de arte e esculturas que ficam a céu aberto, como por exemplo a galeria de Hélio Oiticica.

“É um local em que a arquitetura contemporânea e o paisagismo se unem. O espectador se torna o ‘autor’ da obra. Ele é convidado a se mexer, a deitar e a brincar. É uma experiência lúdica”, conta Lanzarin.

O projeto de restauração do rio Cheon Gye Cheon derrubou uma via expressa elevada e propôs um espaço de lazer em torno do córrego. Por: Lewis Tse Pui Lung/ Shutterstock

5. Seul – Coreia do Sul

A arquiteta e urbanista também aponta um destino mais longe...do outro lado do mundo: Seul, capital da Coreia do Sul. Um dos pontos turísticos que vale a pena visitar é o parque Cheong Gye Cheon, às margens do rio de mesmo nome. Detalhe: ele fica abaixo do nível da rua.

“É um lugar repleto de muito verde. Inspira só de ver o conjunto de espaços públicos e a arquitetura contemporânea muito bem geridos, que trazem qualidade de vida para as pessoas”.

O Barri Gòtic, é um dos lugares mais interessantes de Barcelona. Passear por suas ruas estreitas é fazer um mergulho na história da cidade. Por: HAKAT/ Shutterstock

6. Barcelona – Espanha

Se você curte arte gótica, vai se apaixonar por Barcelona. Mais precisamente por um bairro formado por edifícios incríveis. “A existência do Barri Gòtic mantém várias características morfológicas da cidade na era medieval, como as ruas estreitas de traçado irregular, e que contrasta com as quadras bastante regulares de eras posteriores”, relata Lanzarin.

A casa Rietveld Schröder é um ícone da arquitetura moderna na cidade de Ultrecht. Por: Anton Havelaar/ Shutterstock

7. Utrecht – Holanda

Alexis Aldrovandi, associado sênior do escritório Königsberger Vannucchi, indica como destino a cidade holandesa de Ultrecht, pois lá está localizado o clássico da arquitetura: a Residência Rietveld Schröder, construída pelo arquiteto Gerrit Rietveld. A casa é composta por cores primárias, formas geométricas e paredes flexíveis.

“É um ótimo destino para conhecer. Em pouco tempo você pode apreciar excelentes obras da arquitetura holandesa moderna”, destaca. 

Elegante, moderna e riquíssima em cultura: Londres é um dos destinos mais procurados do mundo. Por: Richie Chan/ Shutterstock

8. Londres – Inglaterra

Para fechar nossa lista, a maior capital da Europa: Londres, na Inglaterra, uma cidade repleta de atrações turísticas. Entre elas, museus que não dá para deixar de conhecer, como Natural History Museum, British Museum, Tate Britain e Tate Modern. Com entrada gratuita, todos trazem séculos de história e cultura.

“Em cada ponto turístico de Londres conta-se a história e a evolução da arquitetura urbanística. O estudante ou profissional que vivencia essa experiência, enriquece profissionalmente”, diz Thalita Berzuini, arquiteta e urbanista da Construtora Patriani.

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo