Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Além da função estrutural

Casa Folha, por Mareines + Patalano Arquitetura – Foto: Leonardo Finotti

Redação Galeria da Arquitetura

A aparência de uma obra é fundamental. Por isso, o projeto da cobertura requer atenção. Além de agregar valor estético, ele pode atender a diversas funções, como captar águas de chuva, favorecer a iluminação, a ventilação e a acústica interna. 

Algumas coberturas se destacam pela arquitetura. A seguir, selecionamos alguns projetos que fogem do comum: seja pela estética, seja pela pluralidade de funções. Confira a lista:

Casa Botucatu

FGMF Arquitetos começou o projeto da Casa Botucatu pela cobertura. Durante o verão, ela garante sombra e cria uma varanda. Já no inverno – devido à posição mais baixa do sol –, permite a passagem do calor por debaixo da estrutura, aquecendo os volumes ocupados da residência.

Casa Botucatu, por FGMF Arquitetos – Foto: Rafaela Netto

Ginásio - Clube Alto dos Pinheiros

Com a necessidade de uma estrutura mais leve e que respeitasse o gabarito de 10 m de altura do bairro de Pinheiros, em São Paulo – além das necessidades espaciais de alguns esportes –, os arquitetos do Gálvez & Martón optaram por rebaixar o terreno do Ginásio do Clube Alto dos Pinheiros e realizar uma cobertura com estrutura de aço tubular soldada. O fechamento foi feito com membranas translúcidas – componentes semelhantes ao tecido de uma camisa.

MAR - Museu de Arte do Rio

cobertura curva dos edifícios do Museu de Arte do Rio (MAR) e da Escola do Olhar integra os ambientes com o auxílio de uma passarela suspensa e uma praça. O último pavimento foi suprimido para equilibrar a altura dos edifícios, deixando o sistema estrutural de colunas recuadas aparente e revelando os pilotis.

MAR, por Bernardes + Jacobsen – Foto: Andres Otero

Casa Folha

Inspirada em uma oca Kaiamurá, a cobertura da Casa Folha tem sua estrutura toda sustentada por vigas curvas de eucalipto. Além disso, no centro da edificação, uma das colunas recolhe cerca de 50% da água da chuva do telhado para reaproveitar na rega do jardim.

Casa Folha, por Mareines + Patalano Arquitetura – Foto: Pedro Lobo

Red Bull Station

No retrofit de um antigo prédio na região central de São Paulo – que deu lugar à Red Bull Station – uma cobertura no topo permitiu a utilização das águas pluviais para regar as plantas, além de outros usos. A estrutura metálica também chama a atenção dos pedestres sobre a existência de um museu.

Red Bull Station, por Triptyque Architecture – Foto: Pedro Kok

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo