Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Arquitetura de interiores e a arte de ganhar espaço

Redação Galeria da Arquitetura

Conceber ambientes internos é a principal competência da arquitetura de interiores. Com toques de decoração, iluminação e criteriosa escolha de materiais é possível transformar espaços físicos em ambientes mais funcionais e otimizados.

Assim, com a composição adequada, é possível ganhar mais áreas sem alterar grandes estruturas. Pensando nisso, recebemos algumas dicas do arquiteto e designer Gustavo Motta, sobre o que pode ser feito quando há a necessidade de ampliar a sensação espacial dos ambientes internos. Confira!

1. Móveis

Depende da área disponível. Se há espaço para ser explorado, o ideal é escolher móveis com linhas retas, sem curvas, pois oferecem sutileza e a impressão de continuidade. Porém, quando o ambiente é pequeno, móveis que admitem várias funções – como os puffs, que servem de mesa de centro, mesa lateral para apoio de aperitivos e assim por diante. “Também podemos citar a escolha de um sofá, que deve prevalecer em um modelo pouco profundo, com braços mais finos e pés mais ‘leves’”, comenta Motta.


Para Motta, pensar no equilíbrio entre os materiais talvez seja mais importante que o próprio material. “Nos espaços reduzidos, a leveza visual é importante, então vidro e aço normalmente resultam em projetos com pouca espessura”, ressalta. “A marcenaria, utilizada em proporções cuidadosas, também contribui para desfrutar de todos os cantos do imóvel”, complementa.


3. Cores

É natural que a cor branca dê amplitude aos espaços, pois quanto mais clara é a cor, maior é a sensação de profundidade.

Crédito: Mario Grisolli

4. Decoração

Nesse item, é importante tomar cuidado na escolha do mobiliário e dos revestimentos. O ideal é optar por poucos e bons elementos, além de evitar a utilização exagerada de objetos decorativos para não carregar os espaços. Normalmente, os espelhos são boas alternativas, pois dobram o espaço daquilo que refletem.

Crédito: Jomar Bragança

5. Soluções

“Uma solução que uso bastante é integrar espaços eliminando paredes e fazendo ambientes multifuncionais, como salas de jantar integradas com cozinha, salas de estar com cantos de trabalho integrados, banheiros e closets separados por vidro e persianas”, exemplifica Gustavo Motta.

Crédito: Graziella Widman Fotografia

6. Iluminação

Como se sabe, quanto mais claro o ambiente, maior será a percepção visual dele. Dessa maneira, a iluminação artificial deve atingir cada ângulo do cômodo, para que possam ser vistos e, consequentemente, criarem a sensação de amplitude.

Crédito: Fran Parente

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo