Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Bosque é inaugurado na Avenida 23 de Maio

O Bosque dos Sabiás possui 2,8 mil m² (foto: Felipecbit/shutterstock)

Texto: Lucas Barbosa

13/12/2019 | 16:15 – A subprefeitura Sé inaugurou o terceiro bosque de conservação urbana, o Bosque dos Sabiás, com 2,8 mil m². O espaço está situado na Avenida 23 de Maio (São Paulo) e fica próximo ao Viaduto Condessa de São Joaquim no sentido centro.

Para a concepção desse espaço verde, o órgão contou com a parceria do vereador Gilberto Natalini. O político forneceu 55 mudas cultivadas por ele, entre as quais estão espécies como: ipê roxo de sete folhas, aroeira preta, jacarandá da Bahia, entre outras. Luiz Eduardo Filizzola D'Urso, do Rotaract Mackenzie, e Rodrigo Sanches, da Horta das Flores da Mooca, levaram outras 50 mudas.

O plantio foi realizado no dia 8 de dezembro pela equipe de jardinagem do órgão, que recebeu ajuda dos alunos do Colégio Rio Branco e Mackenzie e outros voluntários. Ao todo, foram plantadas 350 mudas.

Além disso, o bosque também é lar de 14 palmeiras da espécie palmito juçara (Euterpe edulis) que se encontram em ameaça de extinção. Elas possuem, aproximadamente, 3 metros de altura.

O Bosque dos Sábias conta ainda com árvores exóticas que futuramente serão substituídas por espécies nativas. A manutenção e o manejo do espaço serão realizados pela subprefeitura Sé.

Sobre os bosques de conservação urbana

Os bosques de conservação urbana criados pela subprefeitura Sé objetivam reflorestar áreas degradadas de sua responsabilidade. Além de ampliar a permeabilidade, por meio da captação de águas da chuva, pretendem reconstruir hábitats naturais e recuperar ecossistemas. Inicialmente, a visitação aos bosques será autorizada mediante agendamento e para fins científicos, pedagógicos e culturais.

Os outros dois bosques são o Bem-Te-Vi e o Maritacas, ambos na região central.

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo