Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Cabideiro abraça o design e humaniza ambientes


O DW! – Design Weekend 2015 – acontece entre os dias 12 e 16 de agosto e conta com diversas exposições que abordam a cultura do design brasileiro. O arquiteto carioca Rodrigo Simão participa de mais uma edição com peça de sua autoria, criada e produzida em 2014 com madeira. A obra literalmente abraça a sustentabilidade.

O “Cabideiro Abraço”, como é chamado, é feito de Peroba Rosa e Peroba do Campo para os braços e Canela Preta para as cavilhas. Rodrigo explica que o objeto foi feito a partir de pedaços de madeiras nobres (espécies brasileiras extintas) que escaparam do descarte para adquirir nova forma. 


“Tais peças, nos mais variados tamanhos – geralmente pedaços curtos –, feito a partir de restos de marcenaria aparelhados, engradados e montados, dando origem ao fuste e às hastes do cabideiro”, disse.

 A peça exposta no Jockey Club (SP) está entre os finalistas do Salão Design. Além de sua função de portar roupas e acessórios, tem uma presença escultórica, devido à sua forma, material empregado e acabamento. Funciona bem em ambientes com pouco espaço, substituindo armários e prateleiras. Por ser todo em madeira, pode contribuir para humanizar espaços distanciados da natureza, como os apartamentos por exemplo, onde predominam materiais frios como granito, vidro, aço, concreto, porcelanato.


O arquiteto desenvolveu o Cabideiro Abraço para que este fosse um objeto de design que traz conceitos importantes dos móveis tradicionais (como a qualidade dos materiais e da execução), com uma linguagem contemporânea, respeito pelo meio ambiente, ergonomia e conforto tátil, anímico e visual.

 


Crédito/fonte da foto: Antonio Garcia
Fonte do post: Rodrigo Simão Arquitetura

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo