Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Daniel Toledo, CEO do Königsberger Vannucchi, fala sobre a arquitetura do futuro


Texto: Giullia Santos

Conhecido por projetos prestigiados na cena arquitetônica brasileira, o escritório Königsberger Vannucchi vem se preparando e se adaptando às tendências do mercado pós-pandemia. Na última terça-feira, 28 de julho, o CEO, Daniel Toledo, expôs a visão do escritório sobre o momento.

Voltar à rotina de trabalho presencial ainda este ano não está na programação da equipe, que passou a usufruir muito mais dos meios digitais durante o período de isolamento social. “Tecnologia é um ponto central dentro da nossa atividade, não como um fim, mas como um meio, porque dá potencial para projetarmos melhor”, diz Daniel.

De acordo com ele, é necessário que seja discutido o futuro das relações antes de imaginar o futuro das edificações. Na mira do escritório, está a relação das pessoas com as cidades, já que, com a possibilidade de elas trabalharem de qualquer lugar, os grandes centros precisam ficar mais atraentes. “Qualidade de vida, lazer e entretenimento terão de ser mais interessantes a fim de chamar habitantes, porque sem eles não há cidade”.

O CEO ainda trouxe à tona a desigualdade presente nas capitais, que apresentam problemas sanitários e de insalubridade. Para ele, é hora de pensar em como podemos “reconstruir” o lugar que desejamos viver. Seguindo o mesmo pensamento, a live abordou as dificuldades impostas pelo home office, porque, apesar do modelo ser geograficamente inclusivo, exclui parte dos profissionais desassistidos de internet, meio e local digno de executar suas atividades.

Ao final desta conversa, Daniel revelou que o escritório está com vagas abertas. Se quiser saber mais, o vídeo está disponível no IGTV do Instagram da Galeria da Arquitetura e pode ser acessado pelo link a seguir: "Arquitetura do futuro: perspectivas pós-pandemia".

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo