Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Docas Pedro II serão restauradas pelo Iphan

O edifício histórico integra o circuito Pequena África (foto: acervo Iphan)

Texto: Lucas Barbosa

28/11/2019 | 14:14 – O edifício das antigas Docas Pedro II, localizado na zona portuária do Rio de Janeiro (RJ), passará por obras de restauração. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), responsável pela intervenção, lançou um edital de licitação para contratar o projeto executivo de restauro e adequação do complexo no dia 21 de novembro. O investimento previsto para a intervenção é de R$ 2 milhões.

Integrante do circuito histórico Pequena África, ele abrigará o Centro de Interpretação do Cais do Valongo – sítio arqueológico que fica em frente ao prédio –, o centro cultural dedicado à Herança Africana e o Laboratório Aberto de Arqueologia Urbana (LAAU), que é ligado ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), da prefeitura carioca.

Atualmente, o espaço está sendo utilizado pela ONG Ação da Cidadania, que firmou acordo de transferência e se instalará no Galpão da Gamboa.

Sobre o Docas Pedro II

O edifício foi projetado pelo engenheiro André Rebouças e construído em 1871 sem a utilização de mão escrava. Ele possui dois andares e conta com 14 mil metros quadrados. Pertencente à União, o Docas Pedro II foi tombado pelo Iphan em 2016.

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo