Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Eles voltaram!

Redação Galeria da Arquitetura

Depois de 19 anos, os icônicos cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi voltam a encantar os corredores do MASP. A última exposição do Museu de Arte de São Paulo contará, a partir de 10 de dezembro, com a tradicional expografia criada em 1968 por um dos maiores nomes da arquitetura brasileira.

Mesclando as diversas coleções do acervo, serão exibidas 117 obras, que vão desde o período do século 4 a.C. aos anos 2000.

Crédito: Paolo Gasparini

Removidos em 1996, os cavaletes de cristal são algumas das marcas registradas do museu da Avenida Paulista (SP). Marcam a história e apresentam às novas gerações a radicalização expográfica criada por Lina Bo Bardi, que mesmo depois de quase 20 anos escondidos, conseguiam despertar no público a curiosidade de desvendar suas feições, que antes eram vistos apenas por fotografias.

A exposição ganha vida no segundo andar do MASP. Lá o visitante é quem faz o seu percurso, livre de caminhos, setas ou corredores. Com a ampla visão do cenário, é possível apreciar as obras com a beleza realçada e nos mínimos detalhes.

A mostra conta com obras nunca vistas pelo público, como os desenhos do Juquery, feitos por pacientes do hospital psiquiátrico, e os vestidos feitos pela artista francesa Rhodia.

A transparência, a leveza e a suspensão tornam a exposição um marco de grande respeito para a arquitetura brasileira e o mundo arquitetônico no geral.

Os ingressos custam R$ 25 (inteira) e R$ 12 (meia-entrada). Você pode conferir essa arte a partir do dia 10/12, às 20h. 







Crédito: Acervo MASP

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo