Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Fotografia de arquitetura: dicas e curiosidades


Redação Galeria da Arquitetura

Fotografia e Arquitetura são duas artes que, juntas, tornam-se grandes aliadas. Corte, qualidade, perspectiva e sensibilidade são pontos a serem levados em consideração. Confira a seguir dicas de como retratar a arquitetura e seus diferenciais com apenas alguns cliques.

1. Conte a história

Cada projeto tem características próprias e transmite alguma informação, seja ele residencial, comercial, corporativo, industrial, de urbanismo ou de interiores. Para Daniel Ducci, a fotografia de arquitetura deve traduzir essas particularidades e transmitir as sensações que o espaço provoca. O fotógrafo deve aliar o melhor ângulo e iluminação, além de diversificar os enquadramentos para mostrar todos os detalhes da construção.

“Eu trabalho sempre com a perspectiva de contar algo sobre a obra, pensando que o conjunto de imagens deve mostrar o projeto e dar uma ideia do seu contexto. A composição visual de cada foto é importante nesse sentido”, explica.

                                                                                           Residência Capobianco – Kruchin Arquitetura – Crédito: Daniel Ducci

A fotógrafa Joana França segue a mesma linha. “A imagem vai mostrar o projeto para muitas pessoas que não o conhecem. É necessário respeito às escolhas do arquiteto, representando a arquitetura de maneira fiel, sem deformações e ‘ruídos’ de informações desnecessárias na imagem”. Ela ressalta, ainda, a importância de mostrar as edificações como um todo, fazendo bom uso da luz. “Igual uma história que dura o tempo que o sol leva para "banhar" o projeto: fotos das fachadas com incidência da luz do sol da manhã, fotos das fachadas com incidência da luz da tarde, fotos dos espaços internos, fotos de detalhes de decoração e fotos externas durante o lusco-fusco”, enfatiza.

                                                                                           Restaurante Nau - Sandra Moura Arquitetura - Crédito: Joana França

2. Olhar apurado e luz em foco

Leonardo Finotti diz que o objeto arquitetônico é inanimado e que o movimento da luz orienta seu trabalho. “A minha própria experiência naquele espaço é muito importante e ao mesmo tempo solitária. Muitas vezes a vivência no entorno e as pessoas que tenho contato no local também são imprescindíveis para ampliar a minha percepção”, destaca.

                                                                                                        EG House - Play Arquitetura  - Crédito: Leonardo Finotti

De acordo com Maíra Acayaba, para fotografar arquitetura é necessário, principalmente, ter um olhar interessado nela. “É importante perceber a luz, as formas e a construção do espaço”, ressalta.   

Além da iluminação, o contexto da obra, a relação entre os diferentes espaços que a compõem e suas ligações através das circulações horizontais e verticais são pontos considerados essenciais pelo fotógrafo Pedro Vannucchi, para a criação de uma narrativa visual que traduza o projeto fotografado “Estudar como a luz natural e a luz artificial banham os espaços e transformam a arquitetura é fundamental para obter um bom resultado”, comenta.

                                                                                                         D-Edge - Zemel + Arquitetos – Crédito: Maíra Acayaba

                                                                                                                Morumbi Corporate – aflalo/gasperini arquitetos – Crédito: Pedro Vannucchi

3. União entre os profissionais

A fotógrafa Vanessa Kosop diz que traduzir da melhor maneira as ideias e formas do arquiteto também é fundamental. Para isso, deve-se estudar o projeto com antecedência.

“Procuro analisar e valorizar o projeto da melhor forma para aguçar minha criatividade. Isto se dá com o olhar do próprio fotógrafo. Cada um tem o seu. Como toda a arte, é necessária uma sinergia entre o fotógrafo e o arquiteto. Na parceria, os dois olhares se complementam”, sintetiza.

                                                                                                                     Claudia Pereira - Crédito: Vanessa Kosop

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo