Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Lofts aliam charme e funcionalidade

                                                                                                                                        Fonte: shutterstock.com

Redação Galeria da Arquitetura

Os primeiros lofts surgiram em 1960 na cidade de Nova Iorque devido a um cenário particular: a decadência de antigos bairros industrias somada à procura por moradias baratas. Esse tipo de residência – com plano aberto, pé-direito alto sem divisórias, tubulações, colunas aparentes, e parte dos cômodos em mezanino – passou a ser comum devido ao custo-benefício e à funcionalidade.

Como de início a maioria das pessoas que moravam em lofts eram ligadas à arte, rapidamente os galpões de tijolos aparentes migraram da posição de residências secundárias para locais descolados – o que deu origem ao bairro boêmio Soho, por exemplo.

Atualmente, os lofts são escolhidos – na maioria dos casos – por jovens casais sem filhos ou solteiros que priorizam um espaço amplo e com possibilidade de decoração livre. 

                                                                                                                                        Fonte: shutterstock.com

Como aproveitar melhor o espaço de um loft?

Alguns materiais e soluções ajudam a otimizar o aproveitamento do espaço. “Revestimentos de pisos e paredes em tons claros conferem amplitude aos ambientes. Outra solução bastante utilizada são tecidos voil, que dividem os cômodos e trazem privacidade sem ocupar espaço. Evitar divisórias fixas é importante, pois elas ‘travam’ a possibilidade de mudança na conformação dos ambientes”, explica o arquiteto Guilherme José, do escritório Meius Arquitetura.

                                                                                                                                        Fonte: shutterstock.com

José também destaca o papel fundamental do mobiliário para a concepção de espaços mais funcionais. “Móveis planejados para o ambiente facilitam a organização e atendem melhor as demandas do morador. Eles devem ser mutáveis; permitir a flexibilidade para a criação de diferentes layouts, além de dividir áreas”, destaca.

Veja alguns projetos de loft na Galeria da Arquitetura:

Loft Sustentável
Loft do Vovô
Loft Consolação

Loading