Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

MAC Niterói reabre para visitação após 18 meses em reforma

                                                                                                                   Crédito: Nessa Gnatoush / Shutterstock.com

Redação Galeria da Arquitetura

Os problemas de infraestrutura no prédio do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) que receberam críticas de arquitetos e visitantes desde sua inauguração, em 1996, foram finalmente sanados após uma extensa reforma que durou 18 meses.

Projeto de Oscar Niemeyer, o museu reabriu para o público no último dia 16 de junho com um novo sistema de climatização, mudanças no projeto luminotécnico, além de renovação completa de sua pintura e impermeabilização.

A troca de toda a estrutura e maquinário de ar condicionado foi uma exigência feita pelo colecionador João Sattamani ao curador do MAC, Luiz Guilherme Vergara, para a continuidade do contrato para exposição de seu acervo, com mais de 1,2 mil obras, no museu.

Além disso, a cobertura do edifício recebeu nova impermeabilização e o pavimento do segundo andar, que tinha um desnível de mais de 10 cm, foi inteiramente nivelado para receber um novo carpete. Já a iluminação externa e do lago foi trocada por sistemas em led.

A pintura branca da fachada, por sua vez, foi totalmente refeita, assim como o revestimento vermelho da rampa de entrada. E, por fim, o gradil metálico que circundava o lote foi tocado por painéis de vidro, permitindo aos transeuntes observar o panorama sem obstáculos visuais.

PROGRAMAÇÃO

No mês de maio, o museu recebeu um aporte de R$ 1,5 milhão da Fundação Louis Vuitton, que realizou no local o desfile internacional da sua grife para a próxima estação. Esse valor deve a ser investido na melhoria de 600 m² de reservas técnicas.

A reabertura do MAC Niterói, por sua vez, acompanha a inauguração de três exposições. “A arte de contar histórias”, da curadora norueguesa Selene Wendt, reúne pinturas e esculturas criadas a partir da literatura. “Da escuta da matéria aos escombros do ser” é uma instalação de áudio feita pelo artista sonoro gaúcho Marcelo Armani. E “Ephemera — Diálogos entre-vistas” reúne peças do acervo.

O museu completa 20 anos no próximo mês de agosto, e abrigará uma série de eventos comemorativos chamada MAC + 20, que inclui uma grande exibição da Coleção MAC Sattamini, além de parcerias com outros museus e curadores do Brasil e do exterior.

SERVIÇO

Exposições: “A arte de contar histórias”, “Da escuta da matéria aos escombros do ser” e “Ephemera”.
Local: MAC
Data: a partir do dia 16 de junho
Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº, Niterói
Horário: terça a domingo, das 10h às 18h
Entrada: R$ 10,00

Leia também:
Filme sobre obra de Niemeyer no Líbano participa da Bienal de Arte de SP


Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo