Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Obras de reestruturação do Museu do Ipiranga estão 80% concluídas

Museu do Ipiranga

A previsão é de que o museu seja reaberto ao público em setembro de 2022 (Foto: Will Rodrigues/Shutterstock)

Texto: Vinícius Veloso

19/05/2021 | 17:30 — A reestruturação do Museu do Ipiranga, localizado na zona sul de São Paulo, está próxima de ser finalizada. Neste mês de março, a execução do projeto que utiliza cerca de 120 toneladas de aço atingiu o patamar de 80% concluída. De acordo com a engenheira Heloisa Maringoni, responsável pelo projeto, o sistema metálico foi escolhido pelo fato de o edifício ser tombado e devidos às limitações nas dimensões das peças, os poucos pontos de apoio possíveis, os detalhes de vinculação e a necessidade de prontidão na performance estrutural.

As estruturas de aço garantiram a harmonia com os elementos de ferro fundido e madeira que existiam na construção original. Outras vantagens foram a redução das áreas de interferência no canteiro de obras, as montagens precisas, o transporte por acessos limitados e a esbeltez dos elementos. Além disso, a opção metálica permitiu uma obra limpa e rápida, sem conflitar com o trabalho delicado de restauro que precisava acontecer de maneira simultânea.

“Os primeiros desenhos de fabricação chegaram para comentário em 20 de julho do ano passado e a grande treliça foi montada em 5 de outubro. Em menos de um ano, quase toda estrutura em aço já está montada”, conta a engenheira, indicando que o empreendimento será compatível com os grandes museus internacionais. “Costumo dizer que fiz um trabalho de alfaiataria estrutural, pois a alfaiataria é roupa sob medida, feita especialmente para aquele corpo, tem que ser justa, confortável e especial”, comenta.

Reinauguração

Fechado desde 2013 por conta de problemas estruturais, o Museu do Ipiranga vinha sofrendo com diversas rachaduras e pontos de umidade por trás da tinta plástica que não deixavam as paredes “respirarem”. A edificação neorrenascentista foi inaugurada em 1982 e abriga um rico acervo que conta a história da Independência do Brasil. O escritório que assina o projeto de restauração e modernização é o H+F Arquitetos.

Após a revitalização, a edificação contará com uma área nova de 6,8 mil m² e poderá receber 500 mil visitantes por ano. Enquanto a reinauguração não acontece, os responsáveis pelo museu disponibilizaram um passeio gratuito e virtual pelo canteiro de obras (clique aqui para acessá-lo). A expectativa é que o local seja reaberto ao público em setembro de 2022, ano em que será comemorado o bicentenário da Independência.

Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo