Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Prêmio Aga Khan de Arquitetura 2022 divulga projetos finalistas

Ao todo, foram 463 obras participantes do 15º Ciclo de Prêmios (2020-2022) (Foto: Aga Khan/Divulgação)

 Texto: Naíza Ximenes

21/06/2022 | 15:39 — Lançado há 45 anos, o Prêmio Aga Khan de Arquitetura (AKAA) acabou de anunciar os 20 projetos finalistas da edição de 2022. Os concorrentes, de 16 nacionalidades diferentes, disputam por um dos maiores prêmios de concursos de arquitetura, de US$ 1 milhão.

Ao todo, 463 obras participaram do 15º Ciclo de Prêmios (2020-2022). O júri, que é constituído por Anne Lacaton, Francis Kéré, Nader Tehrani e Amale Andraos, visitará os projetos novamente, ainda neste ano, para escolher os vencedores. 

O Prêmio Aga Khan de Arquitetura foi criado em 1977 por Aga Khan e tem como proposta “identificar e encorajar conceitos construtivos que respondam com sucesso às necessidades e aspirações das comunidades em que os muçulmanos têm presença significativa”. Ele já premiou 121 projetos e documentos mais de dez mil obras em sua trajetória.

Para participar desta premiação, os artistas deveriam ter concluído seus projetos entre o dia 1º de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de 2021, e eles deveriam estar em uso por pelo menos um ano.

Os 20 finalistas são:

Reabilitação do Posto de Correios de Manama, capital do Barém

O posto de correios de Manama (capital de Barém) foi construído em 1937. A reestruturação foi feita pelo Studio Anne Holtrop, que restaurou a forma e função original e adicionou uma nova ala adjacente ao edifício.

Posto de Correios de Manama, capital do Barém (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção de espaços comunitários no campo de refugiados para o povo Rohingya, em Bangladesh

As estruturas, voltadas para o povo Rohingya — uma minoria muçulmana apátrida de Mianmar —, foram construídas pelos arquitetos Rizvi Hassan, Khwaja Fatmi e Saad Bem Mostafa. Elas são completamente sustentáveis e foram erguidas com a colaboração da própria população, sem qualquer modelo ou desenho prévio.

Espaços comunitários no campo de refugiados para o povo rohingya (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Criação de espaços públicos comunitários na beira do rio que cruza a cidade de Jhenaidah, marcada pela população ribeirinha, em Bangladesh 

O projeto comunitário, idealizado por Co.Creation.Architects e Khondaker Hasibul Kabir, cria espaços públicos na beira do rio que cruza a cidade de Jhenaidah, marcada por possuir uma população ribeirinha de 250 mil habitantes. Foram construídas passarelas, jardins e equipamentos culturais, além de ações ambientais para aumentar a biodiversidade ao longo do rio.

Espaços públicos comunitários em Jhenaidah (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Reabilitação urbana de bairros em Mindelo, Cabo Verde

O projeto de restauração urbana e redesenho de espaços comunitários, em Mindelo, no Cabo Verde, foi realizado por OUTROS BAIRROS e Nuno Flores. As obras oportunizaram modernizações e evoluções nas estruturas dos bairros.

Bairros em Mindelo (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção da Biblioteca Lilavati Lalbhai, na Universidade CEPT, em Ahmedabad, na Índia

O projeto é fruto da colaboração entre RMA Architects, Rahul Mehrotra e Nondita Correa, que optaram por uma construção em que pudessem colocar em prática as mais variadas estratégias de mitigação climática. A biblioteca foi projetada para integrar-se ao campus sem perder a própria identidade, segundo os projetistas.

Biblioteca Lilavati Lalbhai (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção do aeroporto Blimgingsari, em Banyuwangi, na Indonésia

Projetado por Andramatin, o conceito da estrutura foge do estilo internacional padronizado da maioria dos aeroportos, segundo o arquiteto. Ele atende a mais de 1.100 passageiros por dia em voos domésticos e possui aberturas e saliências otimizadas para controle de temperatura. Com bastante ventilação natural e sombreamento, a cobertura do edifício faz uma divisão clara entre as áreas de embarque e desembarque. 


Aeroporto Blimgingsari (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Edificação de um protótipo de habitação sustentável nas Ilhas Batam Riau, Indonésia

O projeto de habitação sustentável foi idealizado para periferias urbanas em rápida expansão de cidades asiáticas, como Batam, na Indonésia. Foi projetado pelos arquitetos ETH Zurich, Stephen Cairns, Miya Irawati, Azwan Aziz, Dioguna Putra e Sumiadi Rahman.
A estrutura é de concreto reforçado com aço, e possui revestimento de blocos de concreto aerado no solo e de bambu composto ou telas de bambu retráteis acima. A proposta é uma construção flexível em torno de recursos que costumam ser precários.


Protótipo de habitação sustentável nas Ilhas Batam Riau (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção de uma casa de três andares, a Aban House, em Isfahan, no Irã

Utilizando um terreno retangular estreito no centro histórico de Isafahan, os escritórios e arquitetos USE Studio, Mohammad Arab e Mina Moeineddini projetaram uma estrutura de três andares, disposta em torno de três pátios abertos. 


Aban House (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Museu de arte contemporânea e centro cultural em Teerã, no Irã

O novo museu de arte contemporânea — que também é um centro cultural, em Teerã, no Irã — é constituído por materiais diversos onde costumava ser uma cervejaria, abandonada há mais de 100 anos. O projeto é do escritório ASA North, em parceria com Ahmadreza Schricker.


Museu de arte contemporânea e centro cultural (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Escola primária Jadgal, em Seyyed Bar, no Irã

Projetada por DAAZ Office e Arash Aliabadi, a escola primária fica em Seyyed Bar, um vilarejo no Irã. Financiada pelo turismo e pelo bordado das artesãs locais, a escola também proporciona um centro de desenvolvimento sustentável aos vizinhos e habitantes próximos.


Escola primária Jadgal (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Revitalização da Pousada de Niemeyer, em Tripoli, no Líbano

A pousada projetada por Oscar Niemeyer, no Líbano, estava abandonada até 2018, por conta da guerra civil em 1975. Esse cenário mudou, coma revitalização do espaço pelo East Architecture Studio, que transformou um dos 15 pavilhões da pousada em uma plataforma de projeto e produção para a indústria madeireira local.


Pousada de Niemeyer (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção da Wafra Wind Tower, na Cidade de Kuwait, no Kuwait

A edificação do prédio de 13 andares foi idealizada por Agi Architects, que o projetou como uma torre eólica. A construção possui um pátio central vertical, que proporciona ventilação natural a cada unidade de apartamentos.


Wafra Wind Tower (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Revitalização do Vale Issy, em Ait Mansour, no Marrocos

Em parceria com o governo local, que patrocinou grande parte das reformas, Salima Naji colocou em prática um projeto hidroagrícola, que inclui o aprimoramento de trilhas, dos pomares, dos reservatórios de água e novas instalações para turistas rurais.


Vale Issy (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Protótipo de habitação para a cidade de Niamey, no Níger

Este projeto, que surgiu da interação entre united4design, Atelier Masomi & Studio Chahar e Maryam Kamara, foi idealizado como resposta ao déficit habitacional em meio à rápida expansão urbana do local. A construção, de 1700 metros quadrados, abriga até seis unidades familiares.


Protótipo de habitação para a cidade de Niamey (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção do Tribunal da cidade de Tulkarm, na Palestina

O projeto de AAU Anastas para o Tribunal da cidade de Tulkam integra dois edifícios: um para administração e outro com 10 salas de audiências. Com 8938 metros quadrados, a construção foi considerada parte de uma grande remodelação urbana, integrando-a através de um espaço público. 


Tribunal da cidade de Tulkarm (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção voluntária da Escola Secundária CEM Kamanar, em Ziguinchor, no Senegal

Nesta escola secundária, construída por voluntários a partir de técnicas locais, o projeto de Dawoffice inclui abóbadas de barro que atuam como resfriadores de evaporação.


Escola Secundária CEM Kamanar (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Construção do centro cultural multifuncional, Lanka Learning Centre, em Parangiyamadu, no Sri Lanka

O centro cultural multifuncional é, como o nome já diz, versátil: além das mais variadas atividades de inclusão nos costumes locais, o centro ainda proporciona uma escola para adultos e várias atividades de artesanato, atuando como um ponto de encontro multiétnico. O projeto é de feat.collective, Noemi Thiele, Felix Lupatsch Valentin Ott e Felix Yaparsidi.


Lanka Learning Centre (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Revitalização do cemitério Le Jardin d'Afrique, em Zarzis, na Tunísia

A revitalização do cemitério local, realizada por Rachid Koraïchi, proporcionou um santuário e um lugar de repouso para centenas de corpos não enterrados, que costumavam ser levados à praia.


Le Jardin d'Afrique (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Reabilitação do Tarsus Old Ginney, em Tarsus, na Turquia

Uma reutilização adaptativa de um complexo industrial histórico como um centro contemporâneo de pesquisa arqueológica e engajamento público, este projeto envolveu a restauração e o redesenho dos edifícios em ruínas de uma descaroçaria abandonada do século XIX em Tarso. O projeto é de Sayka Construction Architecture Engineering Consultancy.


Tarsus Old Ginney (Foto: Aga Khan/Divulgação)

Reabilitação do edifício Flying Saucer, em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos

A proposta de SpaceContinuum Design Studio, em parceria com Mona El Mousfy, proporcionou uma revitalização do antigo edifício de estilo brutalista, construído em 1978. Agora, ele consiste em um espaço comunitário de arte, que integra a memória cultural coletiva da cidade de Sharjah.


Flying Saucer (Foto: Aga Khan/Divulgação)
Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo