Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Saiba os detalhes do projeto de modernização da Praça do Ciclista

As obras de revitalização vão começar em março e devem terminar em junho (foto: cortesia)

Texto: Lucas Barbosa

28/01/2019 | 09:50 – O projeto de revitalização da Praça do Ciclista, localizada na Avenida Paulista (SP), foi revelado na última sexta-feira (25) – data do aniversário de 465 anos da cidade – pelas empresas Sense Bike, Eureka Coworking e o estúdio Guto Requena. Com custo de R$ 370 mil, a iniciativa é fruto da parceria com a Prefeitura de São Paulo.

O projeto prevê um mobiliário urbano de metal que se conecta aos elementos existentes no ambiente, evitando uma intervenção muito grande. A mureta do canteiro central, por exemplo, receberá um banco circular; os guarda-corpos vão ganhar um novo uso: hoje usados para apoiar as bikes, futuramente servirão como paraciclos. O upgrade do local contará, ainda, com bebedouro, internet wi-fi, tomadas, ferramentas e bomba para encher os pneus das bicicletas. Também haverá uma nova iluminação.

A horta central e as duas aberturas para o túnel do local vão se tornar luminárias urbanas ao anoitecer dos dias – a alimentação do sistema será gerada através das bikes geradoras de energia que serão instaladas na praça.

Futuro mobiliário da Praça do Ciclista (foto: cortesia)

Segundo o arquiteto Guto Requena, a horta será tratada como o coração do projeto. Ela será expandida para as duas grandes aberturas e acoplada com as floreiras que já existem nos guarda-corpos. Além da assinatura do arquiteto, o projeto da horta conta com colaboração da Plural LAB e paisagismo de Daniela Ruiz.

Para oficializar a nova Praça do Ciclista, o ultramaratonista Marcelo Florentino Soares, também conhecido com Mixirica, pedalou durante 8 horas seguidas em uma bicicleta colocada sobre um rolo. O objetivo era chamar a atenção para a segurança dos ciclistas das grandes cidades.

As obras de revitalização começam em março e têm duração prevista de três meses.

Homenagem

O arquiteto assina, ainda, uma obra de arte urbana interativa de realidade aumentada. Chamada de "jardim musical dos ciclistas", é um memorial em homenagem aos ciclistas que morreram no trânsito paulista. A obra é composta por borboletas virtuais que carregam o nome e a música favorita dos homenageados – para ouvi-las, basta clicar nelas.
Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo