Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

São Paulo: a beleza entre o caos

Crédito: Fager

Se São Paulo tivesse um coração, ela já teria infartado. Suas artérias (leia-se ruas e avenidas) vivem entupidas de veículos; pessoas das regiões central, sul, norte, leste e oeste – sem contar aquelas que vêm de cidades próximas, como Osasco – locomovem-se todos os dias em direção aos seus empregos, faculdades etc. Esse caos que pulsa a cada esquina da cidade personifica, com maestria, o status que ela ostenta de principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América do Sul.

A terra da garoa foi fundada em 1554 após doze padres jesuítas – Manuel da Nóbrega e José de Anchieta estavam entre eles –, construírem um colégio em cima de uma colina de elevação súbita entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí. E no dia 25 de janeiro, essa ‘brincadeira’ completa 462 anos.

Segundo Nietzsche, “é necessário ter um caos dentro de si para dar à luz uma estrela bailarina”; ou seja, somente quem vive o caos de São Paulo é capaz de enxergar a beleza que emana da cidade que não pode parar (a não ser em dias de trânsito) – como ficou conhecida em 1950.

E que tal observar essa beleza de cima? Pensando nisso, separamos sete mirantes para você vislumbrar São Paulo por todos os ângulos.

1 – Edifício Copan

Crédito: R7