Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Sesc Parque Dom Pedro II vence prêmio internacional

O evento aconteceu entre os dias 25 de março e 3 de abril deste ano (Foto: UNA Barbara e Valentim/Reprodução)

Texto: Naíza Ximenes

13/04/2022 | 15:57 — O Sesc Parque Dom Pedro II, na região central da capital paulista, conquistou o prêmio de Projeto Internacional na Bienal de Arquitectura de Santa Cruz 2022 (VIII BASC), na Bolívia. Desenvolvido pelo escritório brasileiro UNA Arquitetos, o projeto foi realizado sob a coordenação de Fernanda Barbara e Fabio Valentim.

O evento aconteceu entre os dias 25 de março e 3 de abril deste ano, de forma híbrida (presencial e on-line). O júri, composto por Ivo Renato Giroto (Brasil), Martin Padrón (Venezuela), Fabián Dejtiar (Argentina/Chile), Roberto Ameneiro (Espanha) e Carlos Álvarez (Costa Rica), elegeu como vencedor o projeto encomendado pela prefeitura de São Paulo, desenhado ainda em 2011.

O Sesc faz parte de uma iniciativa que tinha como objetivo instituir um plano urbano nas margens do Rio Tamanduateí, próximo ao Mercado Municipal de São Paulo, que fica no centro da cidade. Ele representa uma unidade que se destaca por reunir uma quantidade significativa de atribuições: desde espaços voltados para o esporte, a ambientes de cultura e educação abertos aos moradores e trabalhadores que frequentam a região.

Além disso, a qualidade da programação da instituição é conhecida por atrair um público extenso e diverso — um dos propósitos do edifício, segundo os arquitetos. “O Sesc busca se relacionar de forma direta com a cidade, sem muros, sem bolsões de estacionamento, sem mediações. Define calçadas arborizadas e uma convidativa transparência das atividades que se desenvolvem no edifício”, eles afirmaram.

Um dos realces do projeto é o volume horizontal de dois dos pavimentos do edifício: eles ocupam grande parte da área da quadra e proporcionam livre acesso ao público, além de potencializar as atividades oferecidas. 

No térreo, o visitante encontra diversas oficinas, central de atendimento, cafeteria e sala de espetáculos. Nos andares superiores, por sua vez, a visibilidade das atividades é notória — outro ponto importante citado pelos projetistas, que tinham como intuito integrar o interior com o exterior. Desta forma, as pessoas se sentem convidadas a usufruir do espaço como um todo, ao mesmo tempo que se sentem em contato direto com a cidade.

Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo