Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Urban Jungle: como ter suas plantas preferidas dentro do seu lar?

Fun-ctional box, por The K.O.T Project Architects [Foto: Gidon Levin]

Texto: Nuri Farias

Você sabe o que é Urban Jungle? Também conhecida como floresta urbana, ela consiste em encher cada pedacinho dos ambientes com plantas ou hortas caseiras. A ideia é enaltecer o contato com a natureza, purificar o ar e ajudar na saúde e no bem-estar. Sem contar a vivacidade que elas trazem para a decoração com seus tons coloridos.

Para manter as plantinhas vivas e bonitas, você não precisa ser um profissional de paisagismo. Porém, é necessário tomar alguns cuidados diários que vão além de regar e expor a vegetação à luz solar. Por isso, reunimos nesse post algumas dicas simples para você transformar o seu lar em uma floresta particular. Confira!

Como ter plantas em casa?

Antes de começar a sua Urban Jungle, certifique-se de que a morada está apta a recebê-la, dispondo de espaços bem arejados e iluminados. É importante saber quais são as espécies certas para cada ambiente e sempre lembrar da manutenção – afinal cada planta precisa de cuidados específicos para que possa crescer linda e saudável.

Duplex Santana, por Studio Igor Miyahara [Foto: Alessandro Guimarães]; Fun-ctional box, por The K.O.T Project Architects [Foto: Gidon Levin] e Apartamento MS, por Daniel Almeida Arquitetura [Foto: Paulo Dourado]

Para áreas externas, como varandas e sacadas, são recomendadas espécies que se adequem a mudanças de temperatura. Suculentas, cactos, cedrinhos e trepadeiras são as plantas mais indicadas, além do queridinho jardim vertical, que pode ter sistema de irrigação integrado para facilitar o tratamento.

Já para os espaços mais fechados, como cozinhas, salas de estar e dormitórios, é preciso um pouquinho mais de atenção, porque geralmente não contam com a luz solar direta. Além disso, são pouquíssimas as plantas internas que podem ser regadas diariamente. Para essas áreas, opte pelas espécies que não sentem tanto a falta de água e luz, como Espada-de-São-Jorge, Costela-de-Adão, Samambaia e Pau-d’água.

Fun-ctional box, por The K.O.T Project Architects [Foto: Gidon Levin]; Apartamento FRV, por Bloco Z Arquitetura [Foto: Marcelo Donadussi] e Apartamento Barros, por Matú Arquitetura [Foto: Cris Farhat]

Quantas vezes regar sua Urban Jungle?

Depende. Cada espécie tem uma necessidade. Por isso, é essencial se atentar a esse detalhe antes de montar sua florestinha. “Uma dica é verificar se a terra está molhada, antes de regar as plantas. O ideal é sempre manter uma certa umidade sem encharcar e aguar com uma quantidade que não escorra para fora, pois isso faz com que se lave a terra, retirando os nutrientes”, afirma a paisagista Gabriella Ornaghi.

Adubação

Ao contrário do que parece, adubar não é um “bicho de sete cabeças”. Ao comprar uma espécie, pergunte ao florista com que frequência ela deve ser adubada. Afinal, para que sua plantinha cresça forte, a terra precisa ter os nutrientes repostos periodicamente. Ou seja, intercalar a adubação NPK 10-10-10 com húmus de minhoca e bokashi (fertilizante de farelos orgânicos) pode ser uma boa prática.

Casa Joazeiro, por Cupertino Arquitetura [Foto: Maíra Acayaba], Apartamento Barros, por Matú Arquitetura [Foto: Cris Farhat] e Apartamento MT, por Oficina Conceito Arquitetura [Foto: Marcelo Donadussi]

Além disso, saiba que não é só em vasos, vasinhos ou vasões apoiados no chão que as plantas podem ser colocadas. Você pode usar prateleiras, suportes metálicos, objetos reutilizados e estantes. Outra opção é pendurá-las no teto por hangers.

Por fim, avalie as condições do local, como luminosidade, ventilação, uso do espaço, pé-direito, tipo de piso e mobiliário, bem como o estilo arquitetônico que pode interferir na escolha dos vasos e de outros adereços. “O legal é utilizar uma grande quantidade e variedade de espécies para possibilitar diferentes texturas e volumes. Isso é o que cria a sensação de floresta”, comenta a paisagista.

Onde quer que esteja, a Urban Jungle vai chamar a atenção e proporcionar bem-estar. Pode trazer ares delicados, despojados e até vintage. Lembre-se: independente da área ou da espécie, a manutenção e o cuidado com as plantas devem ser constantes.

Gostou? Veja mais fotos de plantas em nossos álbuns de jardins na Galeria da Arquitetura:

Jardins Internos

Jardins Verticais

Jardins Externos

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo