Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Veja dicas de arquitetura para construir uma adega em sua casa

Casa do Morro I, por Eduarda Corrêa Arquitetura & Interiores – Foto: Jomar Bragança 

Redação Galeria da Arquitetura

O vinho tem conquistado cada vez mais brasileiros. Com isso, surge a necessidade e o desejo de ter uma boa adega em casa. Conversamos com Cecilia Reichstul, arquiteta do CR2 Arquitetura, e Flávio Castro, titular do FCstudio. Confira as dicas!

Tamanho da adega

O primeiro passo não poderia ser outro: dispor de um ambiente para adega. Segundo Reichstul, “a disponibilidade de espaço – além da paixão que o cliente tem pelo vinho – vão determinar o tamanho da adega”.  Castro complementa: “As dimensões devem respeitar o conceito do projeto, pois além de armazenar as garrafas, a adega funciona como um divisor de ambientes. Pode estar entre a copa e a sala de estar, como uma parede, por exemplo”.

Soluções técnicas

O projeto de adega requer algumas especificidades técnicas de luz, temperatura e umidade. Existem empresas especializadas que cuidam dessas questões, além dos escritórios de arquitetura, que ajudam com acabamento e design, fornecendo soluções para viabilizar as instalações.

No caso do Apartamento Adega, a arquiteta do CR2 explica que o espaço foi projetado internamente com madeira natural, aparelhos de climatização e iluminação de fita de LED.  

“O ideal para o vinho é ficar no escuro, e sob uma temperatura fresca. O sistema de iluminação – ao mesmo tempo em que deve proporcionar boa iluminação para o manuseio das garrafas – não pode aquecer as bebidas. Por isso, recomenda-se a fita de LED, sem iluminação direta”, complementa.

Residência em Porto Alegre, por Comunello Felix Arquitetura – Foto: Andre Cavalheiro / Apartamento Ibirapuera I, por FCstudio – Foto: Pedro Kok / Residência Alphaville – Pinhais, por Studio Gisele Busmayer – Foto: Marcelo Stammer / Apartamento Adega, por CR2 Arquitetura – Foto: Alessandro Guimarães

Temperatura

Todas as adegas devem ter uma máquina que ajude a manter a temperatura adequada para melhor conservação das bebidas. Exemplo disso é a adega do Apartamento Ibirapuera I, que possui um aparelho de climatização dentro do forro.

“Todo o sistema técnico desse projeto foi dimensionado para atender à volumetria de ar projetada e manter uma boa temperatura para a preservação dos vinhos”, comenta o profissional do FCstudio.

Também é possível controlar o clima de dentro da adega. Na prática é como um ar-condicionado, que fica programado para determinada temperatura. O próprio evaporador controla a umidade, enquanto os vidros normalmente são insulados, não deixando entrar ou sair calor”, finaliza Cecilia Reichstul.

Loading
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo