Iphan reprova projeto de reconstrução de viaduto do Eixão Sul, em Brasília

Apresentado pelo Governo da capital federal, a proposta pretende alterar o desenho e deixar os pilares com mais do que o dobro da largura atual
0 Compartilhamentos
0
0
0

O viaduto do Eixão Sul desabou em fevereiro deste ano (foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

Texto: Lucas Barbosa

15/05/2018 | 15:20 – Divulgado em 28 de março pelo Governo de Brasília (DF), o projeto de reconstrução do viaduto do Eixão Sul – que desabou em fevereiro – foi reprovado pela superintendência local do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Para o órgão, a proposta altera a arquitetura original da capital federal, que é um Patrimônio Cultural da Humanidade.

Com a reconstrução, o desenho seria alterado, e a largura dos pilares do viaduto, ampliada. Segundo Sérgio Sampaio Contreiras de Almeida, chefe da Casa Civil, os responsáveis pelo projeto não se sentiriam seguros para manter o tamanho original, já que eles não seriam rígidos o suficiente para aguentar o trânsito intenso da cidade.

A proposta considerou recomendações de especialistas em engenharia da Universidade de Brasília (UnB), que detectaram que as condições da estrutura são mais do que críticas. Eles sugeriram reconstruir totalmente o viaduto. Entretanto, o Governo deseja demolir e reconstruir apenas o trecho que desmoronou.

O Iphan solicitou ao Governo uma nova proposta para reforma do viaduto, na qual os pilares tenham dimensões menores. Membros do Instituto e representantes do Governo reuniram-se na última quinta-feira (10/05) para debater sobre a nova estrutura, que deve respeitar a “ambiência da área”, o conjunto urbano da cidade e a segurança da população. 

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *