Conheça a Escada Carvalho, maior peça interna do artista Hugo França

Ele desenvolveu a escada com um tronco Angico Preto monumental, de uma árvore já caída na Mata Atlântica. A peça foi usada em uma casa na praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP)
0 Compartilhamentos
0
0
0

Antes caído em meio à Mata Atlântica, o tronco ganhou sobrevida (foto: André Godoy)

Redação Galeria da Arquitetura

O artista Hugo França recebeu o convite para desenvolver uma escada diferente para uma residência localizada na praia de Itamambuca, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Sentindo-se desafiado, queria criar algo completamente novo, mas que carregasse as características do seu trabalho: o protagonismo da natureza nua e crua.

Antes de tudo, era necessário encontrar a matéria-prima: um belo tronco de alguma árvore já caída. Ele serviria de estrutura para o encaixe de degraus em seu entorno. Após um mês de busca, o tronco foi encontrado na Mata Atlântica com a ajuda de um morador da região.

 
A Escada Carvalho possui o DNA de Hugo França, o protagonismo da natureza nua e crua (foto: André Godoy)
O material era um Angico Preto monumental, que se destacava pela suas formas orgânicas e estrutura robusta. Cortado em uma peça de 10 m, ganhou a companhia de degraus feitos com madeira garapa e adequou-se perfeitamente à arquitetura da residência. Nomeada como “Escada Carvalho”, a peça tornou-se a maior obra interna já feita pelo artista.
 
Sobre Hugo França
 
Nascido em Porto Alegre (1954), o artista mudou-se para Trancoso (BA) no início da década de 80 para viver mais próximo da natureza. Durante os 15 anos que viveu no município, Hugo percebeu o grau de desperdício na extração e uso da madeira, o que pautou seu trabalho. Ele desenvolve suas “esculturas mobiliárias” desde o final dos anos 80, utilizando árvores condenadas naturalmente pela ação do tempo ou do homem.
0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *