São Paulo ganha mirantes de vidro com 150 metros de altura

Localizados no prédio mais alto da capital paulista, os decks do Sampa Sky foram executados com quatro camadas de vidro de 10 mm que suportam até 30 toneladas
0 Compartilhamentos
0
0
0

Os decks de vidro estão no 42º andar do edifício Mirante do Vale (Foto: Vinícius Veloso)

Texto: Vinícius Veloso

09/08/2021 | 17:30 — A zona central de São Paulo ganhou um novo ponto turístico no último domingo (8) com a inauguração do Sampa Sky. Localizado no 42º andar do edifício Mirante do Vale (maior prédio da cidade), o espaço tem como principal atração dois mirantes de vidro posicionados a 150 metros de altura e que proporcionam aos visitantes a sensação de flutuar sobre a capital paulista. As estruturas retráteis são fixadas nas fachadas sul e leste da edificação, oferecendo vista para o Vale do Anhangabaú e para o bairro do Brás, respectivamente. Com capacidade de receber 400 pessoas simultaneamente, o ambiente de 700 m2 terá ocupação reduzida nos primeiros meses para evitar aglomerações e respeitar os protocolos sanitários em vigor por conta da pandemia.

“A ideia do projeto surgiu quando um dos sócios do espaço, o chef André Berti, foi para Chicago (EUA) e esteve no Skydeck. Após conhecer o famoso mirante, ele voltou ao Brasil decidido a criar algo parecido em São Paulo”, conta o publicitário Alessandro Martineli, também sócio do Sampa Sky. “O André visitou diferentes pontos da capital paulista até chegar no edifício Mirante do Vale, onde conversou com o advogado Antônio Carlos da Relva Caldeira, terceiro membro da sociedade e dono do andar que recebeu os decks”, complementa Martineli.

Com o espaço escolhido, o trio deu início ao projeto no final de 2019. Porém, quando as obras estavam prestes a começar, a pandemia parou o mundo. “Tivemos que desacelerar o ritmo, mas não interrompemos os trabalhos”, relembra Martineli, destacando a importância de dois parceiros no processo de construção da atração: a Guardian Glass e a Eastman.

Vidros

Capazes de suportar até 30 toneladas, os mirantes do Sampa Sky têm quatro camadas de vidros com 10 mm de espessura fornecidos pela Guardian Glass — sendo a camada externa o vidro do tipo ClimaGuard SunLight e as três internas de vidro incolor — com três intercamadas de PVB estrutural da Eastman. Além disso, todo o andar é envidraçado e nessas janelas (que tiveram os caixilhos 100% restaurados) também foram instalados o ClimaGuard SunLight, que proporcionou transparência, conforto térmico e níveis adequados de transmissão da luz, tudo isso sem distorção de cores.

“O SunLight é um produto de performance com estética similar ao vidro incolor, justamente para permitir a visão de todo o skyline de São Paulo. É uma solução versátil, que permite ser laminada, temperada e perfurada, inclusive para os decks de vidro, formando uma construção muito robusta para as atrações principais do novo ponto turístico”, comenta Betânia Danelon, gerente comercial do segmento de arquitetura da Guardian no Brasil.

No total, o projeto consumiu 220 m2 do vidro ClimaGuard SunLight, 360 m2 de vidro incolor de diversas espessuras (para laminação) e 65 m2 de espelhos que complementam a decoração.

Decks retráteis

Como a fachada do edifício Mirante do Vale é tombada como patrimônio histórico, os dois decks são retráteis e avançam cerca de 1,5 m para o exterior do prédio. Ambos são sustentados em uma estrutura de ferro bastante reforçada, ainda que deslizante, para suportar o peso dos mirantes.

Serviço

O Sampa Sky funciona de terça-feira a domingo, em horários que variam das 9h às 19h. Os ingressos estão com preços promocionais até 7 de outubro, sendo vendidos por R$ 30 no site Sympla. Crianças de até 8 anos têm entrada gratuita.

As estruturas retráteis são fixadas nas fachadas sul e leste do edifício Mirante do Vale (Foto: Vinícius Veloso)

O deck de vidro está posicionado a 150 metros de altura (Foto: Vinícius Veloso)

Os decks avançam cerca de 1,5 m para o exterior do prédio (Foto: Vinícius Veloso)

São quatro camadas de vidros (Foto: Vinícius Veloso)

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.