São Paulo ganha ciclovia que interliga cidades turísticas

A pista exclusiva para pedaladas conecta os municípios de Louveira, Jundiaí, Itatiba e Vinhedo
0 Compartilhamentos
0
0
0

Ciclista pedalando na Rota das Frutas, ciclovia inaugurada pelo Governo de São Paulo

A Rota das Frutas foi executada pelo poder público em parceria com o Grupo CCR (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Texto: Vinícius Veloso

27/01/2022 | 16:49 — O Estado de São Paulo ganhou uma nova ciclovia turística que conecta as cidades de Louveira, Jundiaí, Itatiba e Vinhedo. Inaugurada na última quarta-feira (26) pelo governador João Doria, a Rota das Frutas tem 75 km de extensão e foi executada pelo poder público em parceria com o Grupo CCR, responsável pela administração de diversas rodovias paulistas. A pista exclusiva para pedaladas conta com quatro pontos de acesso (todos com banheiros), áreas para alimentação e espaços seguros para o estacionamento das bicicletas e dos carros dos ciclistas.

“O trajeto está completamente sinalizado, de acordo com os padrões internacionais, monitorado por câmeras e com a oferta de assistência médica e de saúde”, detalha Doria. A obra foi planejada não somente para atender o público já experiente em viagens com bicicletas, mas também para servir os turistas que visitam a região. “A nova ciclovia deve, ainda, gerar oportunidades de negócios e empregos”, complementa o governador, lembrando que essa é a primeira vez em todo o país que uma ciclorrota é criada em uma rodovia.

Entre os pontos turísticos que podem ser visitados por quem trafega na Rota das Frutas estão o Mosteiro de São Bento, em Vinhedo, e a estação ferroviária de Louveira.

Outros projetos

O Governo do Estado pretende lançar, ainda em 2022, mais três novas rotas. A primeira delas vai interligar as regiões de Nazaré Paulista e Caieiras, a segunda estará entre Romeiros e Alphaville e a última conectará Guararema e Mogi das Cruzes. Além disso, no final do ano passado, foi inaugurada a Rota das Flores, que tem 14 km e está em Holambra.

(Com informações da Agência Brasil)

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *