Concurso de Identidade Visual do Museu Marítimo do Brasil apresenta vencedor

O escritório de arquitetura carioca Danowski Design foi quem saiu vitorioso do certame. A inauguração do museu está prevista para acontecer entre 2025 e 2026, no Espaço Cultural da Marinha
0 Compartilhamentos
0
0
0

Os projetos foram selecionados pelo Departamento Cultural do Abrigo do Marinheiro (DCAMN) e pela Marinha do Brasil (Foto: IAB-RJ/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

30/03/2022 | 16:49 — O Concurso de Identidade Visual do Museu Marítimo do Brasil já tem um vencedor: o escritório de arquitetura carioca Danowski Design. 

Os projetos que concorriam no concurso, selecionados pelo Departamento Cultural do Abrigo do Marinheiro (DCAMN) e pela Marinha do Brasil, deveriam ter uma proposta principal, que dialoga com a missão da instituição: engajar o público na valorização e popularização da consciência marítima, representando histórias e memórias de mares e rios brasileiros.

Além de ser eleito o vencedor do concurso, o escritório ainda ganhou um prêmio para contribuir com o desenvolvimento e detalhamento do projeto de identidade visual do museu. Assim, o Danowski Design afirmou que tem como premissa “conectar Arte, Ciência e História, utilizando como condutor os mares e rios brasileiros”. 

A Comissão de Seleção utilizou como critérios a originalidade, aplicabilidade, criatividade, versatilidade e adequação às diretrizes conceituais, sendo este último decisivo em caso de desempate.

O grupo de decisores é composto pelas professoras Evelyn Grumach, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), e Isabella Perrota, da Escola Superior de Propaganda e Marketing – Campus RJ (ESPM-Rio); pelo curador do futuro museu, Evandro Salles; pela Capitão de Corveta do Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM), Marli de Medeiros, designer do Quadro Técnico da Marinha do Brasil; e pelo Gerente do Departamento Cultural do Abrigo do Marinheiro, Francisco Dantas.

A seleção do projeto de construção do museu consiste na primeira fase da iniciativa, patrocinada pelo Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).

Os próximos passos incluem o concurso público para a escolha do estudo preliminar de arquitetura, o Seminário Internacional “Museus Marítimos: Rotas Contemporâneas” e o Ciclo de Palestras “Museu Marítimo do Brasil: um novo cenário cultural” (todas etapas já realizadas); bem como a elaboração de um estudo de viabilidade econômico-financeira.

O Museu Marítimo do Brasil deve ser inaugurado entre 2025 e 2026 no Espaço Cultural da Marinha e fará parte do patrimônio histórico, natural e urbano do Centro da Cidade. No local, estão a Ilha Fiscal, a Igreja da Candelária, a Casa França-Brasil, o Centro Cultural Banco do Brasil, o Paço Imperial, o Museu Naval, o Museu Histórico Nacional, o Museu de Arte do Rio e o Museu do Amanhã.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *