Catedral de Notre Dame ganhará novo paisagismo

A iniciativa acontece em paralelo com a restauração da própria Catedral, que elegeu o profissional através de um concurso de arquitetura
0 Compartilhamentos
0
0
0

Para a transformação do ambiente descrito como o coração de Paris também foi realizada uma consulta pública, de maio a novembro de 2021, sobre o futuro do entorno de Notre Dame (Foto: V_E/Shutterstock)

Texto: Naíza Ximenes

12/07/2022 | 15:20 — A tradicional Catedral de Notre Dame, em Paris, acaba de eleger os vencedores do concurso para projetar o novo paisagismo do monumento: a equipe de Bas Smets. As obras começarão em 2024 e irão redecorar a praça, os estacionamentos subterrâneos abaixo dela, a cripta arqueológica, a praça Jean XXIII localizada atrás da catedral, as margens do rio Sena e as ruas adjacentes.

Para estruturar esse projeto, Bas Smets contou com a colaboração dos arquitetos e urbanistas GRAU e Neufville-Gayet, que têm como propósito principal reimaginar a relação do espaço com o Rio Sena. Dentre as exigências, está a integração dos espaços abertos — e, para isso, a equipe propôs deixar a praça em frente a catedral cercada de verde, de forma que destaque a fachada leste de Notre Dame. Ainda pensando no conforto dos visitantes, além da sombra projetada pela árvores, as áreas de estar terão uma fina camada de água escorrendo para o pátio, para resfriá-lo em tempos de muito calor. 

A praça atrás da catedral é outro ambiente que passará por reformas: atualmente dividida por arbustos e cercas, o intuito é transformá-la em um amplo espaço público contínuo e aberto, que conduza o olhar até a abóbada da catedral. Os jardins ao sul e as árvores existentes também serão integrados a um grande parque ribeirinho, com 400 metros de comprimento. Até o momento, a estimativa é de que sejam plantadas 131 novas árvores.

Em paralelo à revitalização do espaço ao ar livre, o estacionamento também ganhará novas amenidades: o ambiente subterrâneo, que fica sob a praça principal, será transformado em um passeio inferior. Ele abrigará as áreas de recepção da catedral, oferecerá acesso à cripta arqueológica e conduzirá a uma abertura para o Rio Sena — instalações pensadas para os mais de 3 mil metros quadrados.

“Durante 800 anos, Notre Dame tem sido uma testemunha privilegiada da transformação da cidade. Repensar seu entorno significa primeiro questionar os espaços públicos para a cidade de amanhã. As figuras urbanas, como o pátio, a praça, o alinhamento e as margens do rio, estão todos presentes ao redor da catedral, mas de forma fragmentada. O projeto revela a qualidade de cada lugar e repensa cada uma destas figuras a partir do duplo ângulo do coletivo e do clima”, comenta Bas Smets.

Para a transformação do ambiente descrito como o coração de Paris — e que chega a receber 12 milhões de visitantes por ano —, foi realizada uma consulta pública, de maio a novembro de 2021, sobre o futuro do entorno de Notre Dame. Os cidadãos, puderam intervir em três modalidades de associação (representando os diferentes níveis de progresso do projeto), e inscreverem-se para a comissão de cidadãos ou para fazerem parte do júri.

Até o momento, o intuito é iniciar as obras em 2024, e concluí-las até 2028. No total, as quatro equipes selecionadas para trabalhar na revitalização dos arredores da catedral foram:

1. A equipe liderada pelo Bureau Bas Smets, com o arquiteto e urbanista GRAU, e o colaborador especialista em patrimônio Neufville-Gayet

2. A equipe liderada pelo arquiteto paisagista Michel Desvignes Paysagiste, com as agências Grafton Architects, h2o, e Urban Eco

3. A equipe liderada pela agência de arquitetura Aymeric Antoine e Pierre Dufour, com o escritório de paisagismo Ateliers jours, e o urbanista Auxilia

4. A equipe liderada pela urbano-paisagista Jacqueline Osty & associés com o arquiteto Bernard Desmoulin e os arquitetos de patrimônio da Orma Architettura

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *