Escritório Vão vence Prêmio Début da Trienal de Arquitetura de Lisboa 2022

A premiação, que tem como proposta a valorização do trabalho de profissionais ou escritórios em início de carreira, está em sua quarta edição
0 Compartilhamentos
0
0
0

Para participar, os competidores deveriam ter, no máximo, 35 anos (idade também válida para os estúdios inscritos) (Foto: Vão/Reprodução)

Texto: Naíza Ximenes

03/10/2022 | 16:53 — Em sua quarta edição, a Trienal de Arquitectura de Lisboa apresenta o Prémio Début e escolhe como vencedor um escritório de arquitetura brasileiro: o paulista Vão. Formado por Anna Juni, Enk te Winkel e Gustavo Delonero, o estúdio é conhecido por propostas voltadas ao enriquecimento da reflexão arquitetônica.

A premiação, que homenageia profissionais ou escritórios de arquitetura em início de carreira com o intuito de impulsioná-los profissionalmente, já reconheceu o trabalho de Bonell+Dòriga (Espanha, 2019), Umwelt (Chile, 2016) e de Jimenez Lai, do Bureau Spectacular (EUA, 2013).

O júri desta edição — composto por Cristina Veríssimo (Portugal), Diogo Burnay (Portugal), N’Goné Fall (Senegal), Yael Reisner (Israel) e Zhang Ke (China) — anunciou o escritório vencedor da competição na última sexta-feira (30). A arquiteta Marina Tabassum também foi anunciada como vencedora do Prêmio Carreira.

Fizeram parte da lista de finalistas: Atelier Tiago Antero – ATA (Portugal); Atelier Tropical – Valerie Mavoungou (Congo); Ben-Avid (Argentina); messina | rivas (Brasil); Nana Zaalishvili (Georgia); Rohan Chavan (Índia); Savinova Valeria (Rússia); Spatial Anatomy (Singapura); Vão (Brasil) e Vertebral (México).

Para participar, os competidores deveriam ter, no máximo, 35 anos (idade também válida para os estúdios inscritos). O Vão (que foi fundado em 2013) utilizou de seus projetos na área da arquitetura, urbanismo e artes plásticas para concorrer ao prêmio ainda no início do ano, quando a Trienal abriu as inscrições. 

Para eleger um vencedor, o prêmio selecionou as propostas em duas fases distintas — primeiro a chamada, e, posteriormente, a menção realizada por grandes nomes da arquitetura.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *