Jeanne Gang vence Prêmio ULI 2022 de Visionários em Desenvolvimento Urbano

O Prêmio é a honraria mais respeitada na comunidade relacionada aos estudos de uso da terra e desenvolvimento urbano
0 Compartilhamentos
0
0
0

O anúncio de Jeanne Gang como vencedora do 2022 ULI Prize for Visionaries in Urban Development aconteceu em um momento de ascensão do estúdio (Foto: Tim Hursley/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

07/10/2022 | 15:59 — O Prêmio Urban Land Institute (ULI) para Visionários em Desenvolvimento Urbano selecionou Jeanne Gang, fundadora do Studio Gang, como vencedora da edição de 2022. Ela é a primeira arquiteta mulher a receber a premiação, que é considerada uma das mais importantes na comunidade de estudiosos do uso da terra e desenvolvimento urbano. 

Gang é a 23ª contemplada pelo Prêmio, que concedeu a recompensa de US$ 100 mil à vencedora. O intuito do concurso é reconhecer indivíduos que fizeram contribuições distintas para a construção de comunidades em todo o mundo. Para ganhar, o projeto deve proporcionar padrões visionários de excelência no campo, englobando o uso e o desenvolvimento da terra. Além disso, deve demonstrar o compromisso em criar um ambiente com a mais alta qualidade, que tenha como consequência a melhoria da sociedade.

 

(Foto: Tim Hursley/Divulgação)

O CEO global da ULI, Ed Walter, justificou a escolha. “A arte e a criatividade de Jeanne a estabeleceram como uma das arquitetas mais influentes de sua geração”, disse. “De museus e arranha-céus a empreendimentos de uso misto e ambientes de aprendizado, Jeanne produziu edifícios e lugares que ultrapassam fronteiras e alcançam novos limites em reutilização sustentável, biodiversidade ecológica e equidade social. Além disso, o compromisso de Jeanne em compartilhar seu conhecimento e experiência com nossos membros ajudou a ULI a expandir nossa missão, e não tenho dúvidas de que este prêmio ajudará a consolidar seu legado nos próximos anos”, complementou.

Fundado e liderado por Jeanne Gang, o Studio Gang é uma empresa de arquitetura internacional, que defende estratégias inovadoras para melhorar a biodiversidade ecológica nas cidades. O escritório desafia o status quo na prática profissional, eliminando a diferença salarial de gênero e incentivando seus colegas a seguir o exemplo.

 

(Foto: Tim Hursley/Divulgação)

O anúncio de Jeanne Gang como vencedora do 2022 ULI Prize for Visionaries in Urban Development aconteceu em um momento de ascensão do estúdio, bem como o anúncio de Gang como uma das pessoas mais influentes no mundo pela revista TIME, em 2019. 

“Eu fundei o Studio Gang para usar a arquitetura como um meio de enfrentar os desafios mais urgentes que nossas cidades enfrentam hoje: em particular, as mudanças climáticas e a desigualdade social”, contou Gang. “No Studio, abordamos cada um de nossos projetos considerando primeiro como eles podem promover melhores relacionamentos entre indivíduos, comunidades e nosso ambiente natural compartilhado.” 

O Studio também está desenvolvendo o The Richard Gilder Center for Science, Education, and Innovation — uma expansão para o Museu Americano de História Natural em Nova York —, um campus unificado para o California College of the Arts em San Francisco e a nova Embaixada dos EUA em Brasília, que devem ser inaugurados neste outono.

 

(Foto: Tim Hursley/Divulgação)

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *