Projeto em prédio de 400 anos ganha 26º Prêmio Riba Stirling 2022

A Magdalene College Library (Biblioteca da Universidade de Cambridge) foi projetada pelo escritório Níall McLaughlin Architects
0 Compartilhamentos
0
0
0

Os alunos ganharam um novo arquivo e uma galeria de arte no local (Foto: Nick Kane/Reprodução)

Texto: Naíza Ximenes

20/10/2022 | 16:59 — A Magdalene College Library, biblioteca da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, ganhou a 26ª edição do Prêmio Riba Stirling, na última semana. Projetada pelo escritório Níall McLaughlin Architects, a biblioteca fica em um edifício de 400 anos e é a primeira instalação de uma faculdade a ser homenageada pelo Stirling Prize.

Apesar do prédio existir há quatro décadas, o projeto da biblioteca foi concluído recentemente. A nova estrutura substitui o desenho original do ambiente, que, inicialmente, havia sido dado como presente à Magdalene, por Samuel Pepys. Com o retrofit, os alunos ganharam um novo arquivo e uma galeria de arte no local. 

(Foto: Nick Kane/Reprodução)

A New Library for Magdalene College, que fica no centro de Cambridge, homenageia a história com sua materialidade e oferece ambientes pensados para melhorar a eficiência e o bem-estar dos estudantes. 

Ao descrever o projeto, os idealizadores contam que o intuito era construir uma arquitetura para durar. “Ela combina tijolos resistentes, telhados de duas águas, janelas com rendilhado e chaminés de tijolos no exterior, enquanto os espaços internos são preenchidos com acabamentos de madeira clara e quente. Além disso, o projeto contrasta abertura com intimidade nas áreas calmas, com layouts que criam uma gama de espaços, desde zonas amplas para salas de leitura e estudo em grupo, até zonas estreitas para escadas e estantes”, eles explicam.

O presidente do Royal Institute of British Architects (RIBA), Simon Allford, que também é membro do juro do Prêmio Stirling de 2022, contou que “como as universidades de todo o mundo trabalham duro para se posicionar em um mercado de ensino superior cada vez maior, o investimento em grandes edifícios é essencial. Este é um modelo exemplar ao qual aspirar.”

(Foto: Nick Kane/Reprodução)

Na divulgação do projeto vencedor, o júri — composto por Simon Allford, presidente e presidente do RIBA; os arquitetos Glenn Howells, fundadores da Glenn Howells Architects; Kirsten Lees, sócio-gerente da Grimshaw; e o artista Chris Ofili — descreveu o projeto como fiel aos desafios de seu tempo. 

“A nova biblioteca usa estratégias simples, mas altamente eficazes de ventilação passiva e iluminação natural para minimizar a energia em uso, e materiais como estrutura de madeira projetada para reduzir o carbono incorporado em sua construção”, eles disseram.

“A Biblioteca do Magdalene College é um trabalho de muitas mãos e muitas mentes. O Colégio criou a possibilidade de sucesso na forma como iniciou e geriu o projeto. A nomeação de designers, consultores, construtores e artesãos foi tratada com cuidado. Durante todo o processo de desenvolvimento, nossa equipe foi apoiada e questionada de forma robusta em nossas decisões. Sabíamos que estávamos construindo para um cliente motivado a alcançar o melhor resultado. Nossa responsabilidade com a história e o desenvolvimento futuro desta comunidade de aprendizagem era clara. Pediram-nos para construir a longo prazo usando os recursos atuais com sabedoria”, completa Niall McLaughlin.

(Foto: Nick Kane/Reprodução)
0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.