Novo complexo esportivo chinês será projetado por Zaha Hadid Architects

O escritório ganhou o concurso para idealizar o novo Centro Esportivo Internacional de Hangzhou
0 Compartilhamentos
0
0
0

Espera-se que o complexo seja usado durante todo o ano e se torne um centro de encontro para as comunidades próximas (Foto: BrickVisual/Reprodução)

Texto: Naíza Ximenes

03/11/2022 | 17:01 — A cidade de Hangzhou, na China, ganhará um novo Centro Esportivo Internacional, projetado por Zaha Hadid Architects. Esse é o segundo concurso internacional chinês que o escritório vence, sendo que o primeiro foi o projeto do Jinghe New City Culture & Art Centre na província de Shaanxi — um centro de arte e cultura. 

O empreendimento, que faz parte do Distrito Cultural de Ciência e Tecnologia do Futuro de Hangzhou, está conectado à crescente rede de metrô da cidade e será representado por um complexo, com três unidades — um estádio de futebol com 60 mil lugares e campos de treino, uma arena coberta de 19 mil lugares e um centro aquático com duas piscinas olímpicas.

A iniciativa surgiu, também, como uma consequência do grande crescimento populacional da cidade. Sediando algumas das maiores empresas de tecnologia do país, Hangzhou buscava por estratégias que unissem variedade e adaptação. 

 

(Foto: BrickVisual/Reprodução)

Assim, os arquitetos projetaram uma estrutura compacta, que oferece uma variedade de equipamentos para atletas de base e profissionais, ao mesmo tempo que possibilita a transformação do espaço em um ambiente público. O intuito é permitir que, quando não houver eventos esportivos, o local seja utilizado como um espaço aberto para a cidade, com parques e locais de encontro, descanso e lazer, dispostos ao longo da orla do rio.

O estádio de futebol, que foi projetado de acordo com os padrões internacionais da FIFA, é o maior equipamento do complexo e tem sua forma inspirada nas colinas escalonadas das fazendas de chá, características dessa região do país.

A fachada dessa estrutura é marcada pelo emprego do vidro, do chão ao teto, que se abre para terraços e estabelecimentos comerciais com vistas panorâmicas da cidade. O escritório contou que a associação do material ao uso de persianas confere ao estádio uma “aparência pétrea, como formações rochosas estratificadas, quando vista de perto. À distância, a fachada torna-se translúcida, conectando os espaços sob a arquibancada com a cidade.” 

 

(Foto: BrickVisual/Reprodução)

 

(Foto: BrickVisual/Reprodução)

A arena coberta opera independentemente do estádio e tem o intuito de proporcionar flexibilidade operacional máxima. Assim, além de sediar eventos esportivos, a construção também poderá receber grandes eventos musicais e culturais. 

Do outro lado do parque, o centro aquático incorpora duas piscinas de 50 metros, adaptadas para competições, treinamento e ensino em todos os níveis, de iniciantes a nadadores e mergulhadores de elite. 

Espera-se que o complexo seja usado durante todo o ano e se torne um centro de encontro para as comunidades próximas.

 

(Foto: BrickVisual/Reprodução)

 

(Foto: BrickVisual/Reprodução)

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.