OMA começa a construir novo centro cultural em Tóquio

Projetado pela parceria entre o escritório de arquitetura OMA e Shohei Shigematsu, o Harajuku Quest tem conclusão prevista para 2025
0 Compartilhamentos
0
0
0

O edifício ficará no distrito de Harajuku, entre Omotesando e Oku-Harajuku (Foto: OMA e INPLACE/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

09/11/2022 | 17:08 — O escritório norte-americano OMA, em parceria com Shohei Shigematsu, começou a construir nesta semana o novo centro comercial e cultural de Tóquio, o Harajuku Quest. O edifício faz parte da nova etapa do projeto “With Harajuku” — um empreendimento urbano que visa facilitar o fluxo de pessoas através de uma série de praças e espaços comerciais.

O edifício ficará no distrito de Harajuku, entre Omotesando e Oku-Harajuku, e surgiu com um propósito especial — atrair pessoas e atividades dos distritos paralelos para a região. Com conclusão prevista para 2025, o prédio terá duas faces diferentes. 

A face voltada a Omotesando — região marcada por uma forte identidade urbana e comercial — foi idealizada de forma que o movimento das fachadas crie uma expressão escultórica. A face voltada a Oku-Harajuku — descrito pela intimidade que proporciona, pelo aspecto semelhante ao de aldeias, pelas ruas orgânicas, edifícios em escala humana e lojas independentes — tem trechos escalonados para criar uma fachada habitável. Este gesto também ajuda a diminuir a escala percebida do edifício e permite uma variedade de espaços abertos ou programas que se espalham em direção a Harajuku.

 

(Foto: OMA e INPLACE/Divulgação)

“A conjunção de Omotesando e Oku-Harajuku incorpora uma dualidade do contexto urbano, bem como a moda e a cultura de varejo de Tóquio. Foi essencial para o novo edifício fazer a ponte entre as duas áreas e expressar duas histórias. Como dois lados da mesma moeda, um único edifício transmite personalidades alternativas, ligadas por um novo corredor público. Harajuku Quest atua como um ponto de convergência visual e programático de Omotesando e Oku-Harajuku, um ponto de encontro onde os visitantes podem experimentar as atividades e a aura da moda global e da cena cultural local simultaneamente”, alegou Shohei Shigematsu, Sócio da OMA.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.