Professora brasileira cria tijolo sustentável

Gabriela Medero criou o tijolo K-BRIQ®, feito com quase 100% de produtos reciclados, em Edimburgo, Escócia
0 Compartilhamentos
0
0
0

Foto

O K-BRIQ® pode substituir os tijolos e blocos tradicionais em todas as obras (Divulgação: Kenoteq)


Texto: Agatha Menes

12/01/2023 | 13:58 — A professora brasileira de engenharia na Universidade Heriot-Watt, em Edimburgo, e umas das criadoras da startup escocesa Kenoteq, Gabriela Medero desenvolveu um tijolo sustentável feito com 90% de resíduos de construção. 

Trata-se do K-BRIQ®, que é ideal para substituir tijolos e blocos convencionais, diminuindo a pegada de carbono e os impactos ambientais que os produtos tradicionais causam ao mundo.

O K-BRIQ® tem o mesmo peso e função de um tijolo comum, podendo ser utilizado em ambientes internos ou externos. Porém, suas propriedades de isolamento são melhores e sua cartela de cores é vasta. O tijolo ecológico está disponível em 13 padrões de cores ou outras opções sob medida e com pigmentos reciclados.

Com o apoio da universidade de Edimburgo e do engenheiro Sam Chapman, Medero criou a Kenoteq com o intuito de colocar o tijolo ecológico no mercado, afinal, há uma grande escassez de materiais no Reino Unido e uma legislação que exige que 70% de todos os resíduos de construção e demolição sejam reciclados.

Assim, o K-BRIQ® não necessita de queima em altas temperaturas, cimento virgem ou grandes volumes de argila para sua produção. Além disso, tem grande economia de energia no processo de fabricação, pois os tijolos são feitos em um centro de reciclagem na capital escocesa, diminuindo a necessidade de transporte para o processo.

Foto
O K-BRIQ® está disponível 13 padrões de cores ou outras sob medida (Divulgação: Kenoteq)


Agora, após 10 anos de muita pesquisa, o produto deve conseguir a certificação BBA no Reino Unido até a primavera europeia de 2023, além da certificação de Declaração Ambiental de Produto (EPD) e do Guia de Design, também no início do ano, permitindo sua comercialização.

A startup ganhou diversos prêmios pela criação do tijolo sustentável e foi selecionada para receber um Fundo de Investimento Zero Waste Scotland, desenvolvido para estimular iniciativas de economia circular na Europa.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *