Alunos da FAU Mackenzie vencem concurso para desenvolver projeto em Moçambique

De cunho internacional, a competição foi promovida pela Archstorming
0 Compartilhamentos
0
0
0

Foto

O intuito do projeto é garantir que meninas e mulheres da comunidade local possam terminar seus estudos (Foto: Archstorming/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

30/03/2023 | 17:02 — Os alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), conquistaram o primeiro lugar no concurso promovido pela Archstorming, para desenvolver um novo centro de aprendizagem para a ONG Kurandza, em Moçambique.

O centro de aprendizagem deveria ser, obrigatoriamente, adaptado para meninas vulneráveis na região e representar um lugar dinâmico, onde os integrantes possam interagir uns com os outros e com o ambiente circundante.

A equipe formada por Klaus Schmidt, Carolina Souza, Debora Nunes e Juliana Akemi — que estudam no campus Higienópolis — projetou uma estrutura que utiliza materiais de origem local, sistemas construtivos de fácil construção e que são autossuficientes em energia — tudo de forma a priorizar o respeito às tradições locais e a natureza. 

Apesar da semelhança do centro com uma escola regular, todos os espaços são flexíveis o suficiente para que possam mudar de função, se necessário. Segundo os estudantes, o intuito é, sobretudo, garantir que meninas e mulheres da comunidade local possam terminar seus estudos e não precisem abandonar a escola precocemente. 

Eles contam que Moçambique é um país marcado por muitos desafios, e, embora tenha havido um aumento substancial na renda familiar do local, mais de dois terços da população ainda vive abaixo da linha da pobreza. Foi pensando nisso que o projeto foi idealizado partindo do princípio da segurança e conforto, garantindo o aprendizado, a diversão e a descoberta de novas perspectivas de suas realidades. 

Para conhecer detalhes do projeto, clique aqui. 

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.