Arquiteto divulga projeto do primeiro hotel impresso em 3D do mundo

O projeto é do escritório de arquitetura Bjarke Ingels, em parceria com a startup Icon e a proprietária de hotéis Liz Lambert
0 Compartilhamentos
0
0
0

Foto

O hotel será construído em um deserto no Texas, Estados Unidos (Foto: Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

31/03/2023 | 16:45 — Explorando os limites da tecnologia tridimensional, o escritório de arquitetura Bjarke Ingels, em parceria com a startup Icon e a proprietária de hotéis Liz Lambert, anunciou que construirá o primeiro hotel impresso em 3D do mundo

Com um projeto que ocupa 25 hectares de um deserto no Texas, nos Estados Unidos, a iniciativa realoca e expande um hotel de acampamento já existente, o El Cosmico, na cidade de Lambert. Atualmente, o empreendimento ocupa uma área de oito hectares. 

Segundo a startup Icon, a equipe optou pela impressão das estruturas em 3D por motivos simples: além do material otimizar o tempo necessário para a edificação, ainda é 350% mais resistente do que os métodos tradicionais, além de gerar menos desperdício.

Foto

(Foto: Divulgação)

A iniciativa, que é inédita no ramo hoteleiro, tem previsão de conclusão para 2024 — ano em que o El Cosmico receberá seus primeiros hóspedes. 

A equipe que coordena o projeto contou, também, que além dos benefícios construtivos, as estruturas são mais eficientes em termos energéticos. Isso porque o concreto possui alta massa térmica e, apesar de requerer menos aquecimento e resfriamento (devido às temperaturas internas estabilizadas), ocupa o segundo lugar na emissão de carbono durante o processo de fabricação de um material em todo o mundo. 

Design 

Apesar de reutilizar o ambiente de um hotel já existente, o escritório de arquitetura Bjarke Ingels repaginou a estrutura por completo. O novo formato terá unidades de hóspedes abobadadas, piscina infinita circular, casa de banho e cozinha ao ar livre e instalações comunitárias de forma orgânica para arte e criação.

Foto

(Foto: Divulgação)

Alinhando a arquitetura do El Cosmico com o conceito da marca hoteleira de Lambert, as unidades também ganharão claraboias nos tetos curvos, que permitirão maior apreciação do céu estrelado durante a noite, bem como as vistas da Montanha Davis. 

Haverá a possibilidade, ainda, de os hóspedes comprarem ambientes de dois, três e quatro quartos Sunday Homes para utilizarem como residências particulares de férias.

“A promessa da impressão 3D é que, para a impressora, não importa quão complexo é o design — se usa curvatura orgânica ou formas semelhantes a cúpulas, por exemplo”, diz Ingels. “Tudo o que importa é quanto tempo leva para imprimir e qual a quantidade de material é necessária para que você consiga fazer uma caixa quadrada ou uma bela casa abobadada com o mesmo custo”, comenta. 

Foto

(Foto: Divulgação)

A impressão 3D possibilita a redução da interferência humana, mas não a elimina completamente. “Cada impressora continua precisando de pessoas para configurar e manter seu sistema pórtico, supervisionar suas operações digitais, fazer fundações, colocar vergalhões, isolar as paredes e instalar janelas, portas e todo o sistema mecânico, elétrico e hidráulicos. O fato é: com El Cosmico 2.0, nós estamos levando o glamping para o próximo nível”, conclui o arquiteto.

Foto

(Foto: Divulgação)
0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *