Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Projeto de estudantes do Rio de Janeiro é destaque internacional

Trabalho “Homo_Data” foi elaborado por trio de estudantes do DAU PUC-Rio (Imagem: Reprodução/site thecharette.org)

Texto: Vinícius Veloso

11/02/2021 | 17:30 — O projeto brasileiro “Homo_Data” figura entre os 30 destaques do concurso de ideias Alternate Realities 2020, promovido pela The Charette — plataforma para arquitetos explorarem as frentes contemporâneas do discurso arquitetônico por meio de concursos e publicações. O trabalho que recebeu o reconhecimento internacional foi elaborado por Jordi Santos Marchon, Bianca Naylor Rezende e Maciel Antonio da Silva, todos estudantes do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (DAU PUC-Rio).

A proposta do Alternate Realities 2020 era explorar ideias incomuns para o design, o urbanismo e a arquitetura. Com base nesse conceito, as equipes precisavam elaborar respostas arquitetônicas que atendessem aos problemas mundiais, como as pandemias, as mudanças climáticas, a desigualdade social e a corrida nuclear.

“O trabalho aborda a tendência global de manipulação de dados e a constante adulteração dos fatos que consequentemente compromete a percepção do que é real. Uma ficção do subproduto da arquitetura, de seus limites e paradigmas. Uma distopia que nos ajuda a compreender o mundo através da crítica sobre o presente e de nossas ansiedades atuais”, informa o descritivo projetual do “Homo_Data”.

Outros vencedores

A proposta concorreu com mil outros inscritos de todo o mundo. Os brasileiros e um grupo do Equador foram os únicos representantes da América do Sul entre os melhores. Além dos 30 projetos reconhecidos como destaque, a The Charette também elegeu três trabalhos para premiação e mais 10 menções honrosas. 

O principal vencedor foi o norte-americano “Icarus”, de autoria de Gary Polk e Jungjae Suh. Nas segunda e terceira posições ficaram, respectivamente, a proposta britânica “The Coffin Maker”, de Anoovab Deka e Inez Low, e a catari “Protective Skins”, de Jon Andrew Sealey. O júri responsável pela eleição era formado por Michael Hansmeyer, Adrian Welch, Mond Qu, Kevin Veenhuizen e Mark Foster Gage.

Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo