Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Rio de Janeiro reforça parceria com italianos por projetos de urbanização sustentável

Rio de Janeiro e Itália urbanização sustentável

A conferência recebeu a presença de autoridades, empresários e pesquisadores de ambos os países (Foto: ranimiro/Shutterstock)

Texto: Vinícius Veloso

16/09/2021 | 13:40 — Na última semana, a Prefeitura e o Governo do Rio de Janeiro estreitaram relações com representantes dos setores público e privado da Itália com o objetivo de fortalecer o apoio científico e técnico no desenvolvimento de projetos de urbanização sustentável. As reuniões aconteceram durante o 2º Encontro Research to Business (R2B) Itália-Rio, evento organizado pela Embaixada da Itália no Brasil e pelo Consulado-Geral da Itália no Rio de Janeiro em parceria com a FGV Europe. A conferência foi realizada de maneira online por conta da pandemia e recebeu a presença de autoridades, empresários e pesquisadores de ambos os países.

O governador Cláudio Castro não pôde participar do encontro ao vivo, porém enviou um vídeo em que destacou a ação do Consulado e antecipou uma parceria com três empresas italianas (ENEL, Leonardo e TIM). Visando elaborar no Estado projetos de cidades inteligentes, o governador afirmou que mantém diálogo constante com essas companhias, líderes globais nos setores de tecnologia e inovação. “O objetivo será oferecer soluções em conjunto para modelos de cidades sustentáveis e integradas no Estado do Rio de Janeiro”, ressaltou.

Outro anúncio importante foi feito pelo prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, que falou sobre uma parceria consolidada com a prefeitura de Milão para elaboração de um projeto de desenvolvimento urbano para a região central do Rio de Janeiro. “Estamos desenhando em conjunto um importante projeto de intervenção urbana em uma região de relevância histórica para a cidade, a Vila Operária, no bairro da Cidade Nova”, disse. A iniciativa contemplará ações nos campos social, ambiental e habitacional.

No evento, o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, comentou que tanto a metrópole italiana quanto a brasileira são cidades-laboratório para políticas de transformação urbana para a resiliência, a sustentabilidade e a inclusão social, onde os atores privados e públicos atuam juntos e se confrontam. "O desenvolvimento de projetos comuns constitui uma grande oportunidade para criarmos soluções inovadoras que nos permitam responder aos desafios urbanos e sociais do nosso tempo", afirmou.

Cooperação internacional

No evento, foram apresentados dados que mostram que o Brasil é o 5º maior parceiro acadêmico da Itália. Além disso, mais de 190 projetos nacionais foram apresentados após a última chamada do Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional da Itália para trabalhos de pesquisas conjuntas. De acordo com Fábio Naro, adido científico da Embaixada da Itália no Brasil, os números indicam que os dois países podem ser parceiros naturais na economia baseada em oportunidades, conhecimento e compartilhamento de experiências. “E, mais importante, pessoas inteligentes com alto nível de educação”, acrescentou.

Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo