Bairro projetado por Lerner é o primeiro do mundo a conquistar LEED nível Platinum

A obra do arquiteto curitibano Jaime Lerner foi premiada com o maior nível do selo de sustentabilidade na construção civil
0 Compartilhamentos
0
0
0

O Vivapark foi pensado para ter uma área verde de 17 m² por habitante (Foto: Vivapark Porto Belo/Reprodução)

Texto: Naíza Ximenes

11/04/2022 | 16:57 — O bairro Vivapark Porto Belo foi o primeiro do mundo em sua categoria a conquistar a certificação LEED Platinum: o maior nível do selo que reconhece soluções de sustentabilidade no setor da construção civil. Ele foi planejado e projetado pelo arquiteto curitibano Jaime Lerner.

A obra fica no litoral de Santa Catarina, e a certificação recebida chama-se LEED for Communities: Plan and Design. Ela é voltada a bairros e cidades que contenham alternativas e proposições arquitetônicas sustentáveis, mas que ainda estejam em fase de projeto. 

O Vivapark Porto Belo alcançou 87 de 110 pontos na escala utilizada pelos examinadores, que consideravam características relacionadas ao uso de energias renováveis, à redução de emissão de gases do efeito estufa quando o projeto for concluído e à gestão de resíduos.

O projeto possui, até o momento, empreendimentos uni e multifamiliares, comércios, serviços, educação e lazer acessíveis ao bairro por completo. O conceito, segundo os idealizadores disseram no evento, prioriza a simplicidade e a integração do cotidiano com a natureza, entre espaços privados e públicos.

A previsão de conclusão da primeira fase — onde ficarão as primeiras residências construídas, utilizando de um espaço de 450 mil metros quadrados — está prevista para fevereiro de 2023. Ao todo, a área total do empreendimento soma cerca de dois milhões de metros quadrados.

Além do escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados (JLAA), integraram o projeto os escritórios JA8 Arquitetura Viva e Alencar Arquitetura.

A cerimônia de entrega do selo foi realizada na última quarta-feira (6), no parque Vivapark Porto Belo, em uma das áreas verdes do bairro planejado.

“O Jaime [Lerner] foi o mentor de tudo, quem difundiu esses conceitos entre a gente, e nós temos a experiência de Curitiba, a legitimidade de [um projeto] executado em grande escala e que sempre foi pautada nesses conceitos: a integração da cidade com a questão ambiental, macrodrenagem, escala do pedestre. Quando iniciamos este projeto, seguimos estes conceitos com os quais o escritório trabalha desde sempre”, comenta a arquiteta Debora Ciociola, do JLAA, ao destacar o caráter de referência que o projeto assume para próximos empreendimentos a partir do recebimento do selo.

Eduardo Mattos, sócio da Forte, consultoria responsável pelo processo de certificação do Vivapark Porto Belo, também citou os diferenciais do projeto da JLAA. “O que esta categoria traz de grande diferencial é um olhar mais voltado ao urbanismo de forma sustentável, como esse bairro integra homem e natureza, traz princípios de conectividade, mobilidade urbana e transportes alternativos, além de uma gestão dos recursos naturais do bairro. O Vivapark também foi pensado para ter uma área verde de 17 m² por habitante, muito superior à recomendada pela OMS [Organização Mundial da Saúde] como referência de ambiente saudável, que é de 12 m²/habitante. A grande maioria das cidades não consegue nem chegar aos 12 m²”, completa.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.