Museu de Arte Buffalo AKG anuncia reinauguração para maio de 2023

O campus foi renovado e ampliado pelo escritório de arquitetura OMA
0 Compartilhamentos
0
0
0

São 4645 metros quadrados de espaços para exposições (Foto: OMA/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

07/12/2022 | 16:45 — O Buffalo AKG Art Museum (anteriormente conhecido como Albright-Knox Art Gallery) anunciou que irá inaugurar o novo campus, renovado e ampliado pelo escritório de arquitetura OMA, em 25 de maio de 2023. 

O projeto, que foi realizado em parceria com Cooper Robertson, tinha o intuito de apresentar um “edifício completamente novo e uma extensa renovação dos blocos existentes”. Assim, a reforma ganhou contribuições substanciais de comunidades de todo o oeste de Nova York e da liderança do museu, e o ambiente foi adaptado para ser inclusivo, interativo e poroso.

São 4645 metros quadrados de espaços para exposições, cinco salas de aula com estúdio, um espaço interno de reunião para a comunidade e quase meio hectare de novos espaços verdes públicos. 

 

(Foto: OMA/Divulgação)

O complexo possui vários edifícios. Localizado no lado norte do terreno, o Edifício Jeffrey E. Gundlach, por exemplo, acrescenta mais de 2787 metros quadrados de espaços para exposições especiais. Também renovada, a estrutura ganhou espaços altamente flexíveis para apresentar arte contemporânea e moderna de todas as escalas e mídias, além de uma integração significativa entre os ambientes, descrita pelos arquitetos como uma “grande porosidade entre interior e exterior”.

Caracterizada pelo uso exacerbado de vidros, a reforma também criou uma ponte translúcida entre o Edifício Jeffrey E. Gundlach e o Robert and Elisabeth Wilmers Building.

 

(Foto: OMA/Divulgação)

 

(Foto: OMA/Divulgação)

Outros edifícios existentes no local receberam atualizações e aprimoramentos, como o neoclássico Wilmers, que ganhou uma nova cobertura, e o Seymour H. Knox, que agora tem uma nova galeria de 185 metros quadrados, cinco estúdios em forma de sala de aula, um auditório de 350 lugares e um novo restaurante.

“Tem sido incrível testemunhar nossa visão coletiva para o Buffalo AKG tomar forma em um campus e cidade cultural e historicamente significativos […]. O projeto foi concebido para conectar arte, natureza e pessoas, fornecendo novos acessos e transparências. Estamos entusiasmados em ver o campus ganhar vida na medida em que recebe novas atividades e estabelece diálogos com comunidades globais e locais”, conta Shohei Shigematsu, sócio da OMA New York. 

(Foto: OMA/Divulgação)

 

(Foto: OMA/Divulgação)

“A visão para este projeto é criar um museu que possa servir como uma plataforma para a expressão humana e um recurso cultural para todos em nossa comunidade […] A diretoria do Buffalo AKG está constantemente avaliando o papel do museu na rápida mudança em que vivemos atualmente e a melhor forma de contribuir e fazer parceria com outras pessoas para o bem público”, conclui a presidente do Conselho, Alice Jacobs.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *