Singapura ganha projeto para novo centro de ciência

O projeto do complexo de 52.460 metros quadrados é fruto da parceria entre Zaha Hadid Architects e Architects 61
0 Compartilhamentos
0
0
0

A inauguração do edifício está prevista para 2027 (Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

14/12/2022 | 17:00 — Os escritórios Zaha Hadid Architects e Architects 61 divulgaram, nesta semana, um novo projeto em Singapura, de um centro de ciências no Distrito do Lago Jurong. A proposta era idealizar uma estrutura que tornasse a ciência, a tecnologia, a engenharia e a matemática (STEM) mais acessíveis por meio de equipamentos especializados, programas educacionais e experiências interativas.

Para isso, a equipe de arquitetos transformará o complexo, de 52.460 metros quadrados. Serão adicionadas cinco estruturas retangulares, interligadas e desenhadas, para que passem a impressão de estarem flutuando, e diversos espaços de aprendizado internos e externos, em todo o ambiente.

 

(Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

(Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

Além disso, o prédio principal será integrado à paisagem natural dos Jardins do Lago Jurong através de uma série de pátios e jardins, que, além de oferecerem uma visão estratégica da região, irão conduzir o caminho à estação de metrô mais próxima. 

O novo centro de ciências também terá um novo observatório para astrônomos iniciantes, um Laboratório de Fabricação Digital com programas de incubadora e uma variedade de galerias de exposições, espaços para visitantes, escritórios administrativos, arquivos, áreas de serviço, laboratórios interativos e espaços para eventos.

A Galeria das Crianças, por sua vez, será duplicada em área e incluirá um espaço próprio de recreação aquática interativa ao ar livre, ao passo que os alunos mais velhos poderão participar de laboratórios e workshops dedicados, incentivando o aprendizado prático de conceitos científicos. Os programas serão suportados com equipamentos de Internet das Coisas (IoT), permitindo aos alunos utilizar os seus dispositivos de aprendizagem na escola ou em casa, ampliando as suas experiências de aprendizagem para além da visita.

 

(Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

(Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

Vale ressaltar que, além da otimização do centro de ciências, todo o projeto tem como meta obter a certificação BCA Green Mark Platinum Super Low Energy, adicionando, para isso, estratégias de desempenho energético à proposta.

Assim, a expectativa é que o consumo de energia seja reduzido em mais de 40% por meio de um condicionamento de espaços de alta eficiência, interligado a um sistema inteligente de gerenciamento predial e auxiliado por energia fotovoltaica e jardins de cobertura isolantes. As zonas externas serão protegidas do sol, mas expostas para prevalecer a ventilação natural e a luz do dia controlada. Por fim, o gerenciamento da água e o paisagismo serão utilizados para conservar e restaurar a flora nativa. 

 

(Foto: Zaha Hadid Architects/Divulgação)

A inauguração do edifício está prevista para 2027, que coincide com o 50º aniversário do centro de ciências e se alinha com o Singapore Green Plan 2030.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *