Instituições começam a restauração do Patrimônio Cultural Brasileiro

Depois dos atos de 8 de janeiro em Brasília, o Iphan e outras instituições se juntam para definir todas as ações necessárias, órgãos responsáveis e fontes de recursos
0 Compartilhamentos
0
0
0

Foto
O Iphan será responsável pela
análise dos acervos para possíveis processos de tombamento (Foto: Diego Grandi)

Texto: Agatha Menes

27/01/2023 | 14:34 — Após um pouco mais de uma semana dos atos do dia 8 de janeiro em Brasília (DF), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), junto com os representantes das instituições afetadas, deu início ao trabalho de restauração do Patrimônio Cultural Brasileiro.

A primeira ação foi uma reunião que abordou os prejuízos, as ações necessárias e as possíveis fontes de recursos para a restauração, como a ajuda oferecida pela Unesco. 

Foi decidido também que o Iphan será responsável pela análise dos acervos para possíveis processos de tombamento e a manutenção dos bens e características arquitetônicas dos prédios.

Além disso, foi definida a retomada da restauração da Praça dos Três Poderes e discutida uma possível criação de um programa que relembre as origens dos atos e suas consequências.

Segundo o Iphan, a Casa Civil deve ser a coordenadora do grupo de trabalho de restauração do Patrimônio Cultural Brasileiro. O grupo deve ser composto por Ministério da Cultura, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Presidência da República, Câmara dos Deputados, Senado Federal, Supremo Tribunal Federal, Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Secretaria de Cultura do DF.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *