Suíça instala painéis solares removíveis em trilhos de trem

Os painéis são pré-montados e possuem um metro de largura
0 Compartilhamentos
0
0
0

Foto

A startup suíça Sun-Ways foi a primeira empresa a patentear um sistema removível de placas fotovoltaicas (Foto: Sun-Ways/Divulgação)

Texto: Naíza Ximenes

03/04/2023 | 16:59 — Dando mais um passo rumo à sustentabilidade energética, a Suíça anunciou que vai instalar painéis solares removíveis nos 5.317 quilômetros de rede ferroviária do país. A iniciativa é fruto da colaboração entre os órgãos públicos suíços e a startup Sun-Ways, também suíça. 

O ponto de partida do projeto será no sistema público de trem da Suíça Ocidental, próximo à estação de Buttes. O método, segundo a Sun-Ways, é simples: a equipe de implantação utiliza um maquinário de autoria própria para instalar e remover mecanicamente os painéis. No processo, eles posicionam as peças pré-montadas diretamente entre as linhas de trem e prendem-nas aos trilhos através de um mecanismo de pistão. É “como desenrolar um tapete”, explica a startup.

Quando questionada sobre o destino da energia capturada pelos painéis, a Sun-Ways afirmou que toda a eletricidade produzida irá para a rede elétrica, e, posteriormente, direcionada para o abastecimento de casas. A escolha acerca do destino da produção foi unânime entre as instituições envolvidas, considerando que o processo de direcionamento da energia para as operações ferroviárias demandaria um processo bem mais complexo. 

A startup foi a primeira empresa a patentear um sistema removível de placas fotovoltaicas, e, para isso, contou com o auxílio da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL). “Essa é a inovação”, disse o cofundador da Sun-Ways, Baptiste Danichert. “E é crucial, pois os carris precisam ser limpos de tempos em tempos para trabalhos essenciais de manutenção”, conclui. 

Esse monitoramento tem o intuito de evitar, principalmente, as possíveis microfissuras nas peças, o risco de incêndio em áreas verdes e a produção de reflexos, que podem ser prejudiciais aos maquinistas. 

Foto

(Foto: Sun-Ways/Divulgação)

Todavia, a Sun-Ways garante que nenhum dos empecilhos passou despercebido pelos idealizadores, já que a produção dos painéis utilizou uma metodologia para, além de torná-lo mais resistente em comparação aos painéis tradicionais, poderem ser associados a um filtro antirreflexo, que evite acidentes com os maquinistas. Os outros pontos de aprimoramento, por sua vez, ainda estão em desenvolvimento. 

A cobertura dos 5.317 quilômetros de rede ferroviária da Suíça equivale a 760 campos de futebol. A suposição é de que, caso todo o percurso fosse coberto pelas placas fotovoltaicas (excluindo as regiões com pouca incidência solar, como túneis), o sistema teria a capacidade de produção de 1 Terawatt/hora de energia solar por ano. 

O valor equivale a 30% do consumo das empresas de transporte público na Suíça e a 2% das necessidades de eletricidade do país. O projeto está programado para entrar em operação em maio de 2023.

0 Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *