Galeria da Arquitetura

Um jeito diferente de ver o mundo da arquitetura.

Conpresp inicia processo de tombamento da Escola Panamericana de Arte e Design

O projeto é assinado pelo arquiteto Siegbert Zanettini (Foto: Reprodução/Google Street View)

Texto: Vinícius Veloso

20/10/2021 | 17:30 — No último dia 27 de setembro, durante sua 740ª Reunião Ordinária, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) iniciou o processo de tombamento da unidade da Escola Panamericana de Arte e Design localizada na Avenida Angélica. A decisão unânime considerou a importância arquitetônica, afetiva e urbana da edificação, além de apontar sua relevância histórica, revelando características da arquitetura contemporânea e do urbanismo paulistano do final século XX. 

A Resolução Nº 02/Conpresp/2021 destaca, ainda, que a construção tem elementos reconhecíveis e excepcionais com tipologias que utilizam sistemas estruturais em aço que atestam um patamar tecnológico alinhado às melhores práticas internacionais (referências significativas ao entendimento da história e da paisagem da cidade). 

“O projeto é de autoria do arquiteto paulistano Siegbert Zanettini, mundialmente reconhecido por desenvolver projetos inovadores com soluções de estruturas metálicas espacialmente ricas e conceitualmente corretas, detentor de um apurado domínio das técnicas construtivas, selecionadas e aplicadas com indiscutível rigor, conforme as características de cada obra, cada lugar e de cada material a ser utilizado”, continua o texto.

Com o processo de tombamento iniciado, qualquer intervenção na edificação ou sobre sua implantação deverá ser previamente analisada pelo Departamento de Patrimônio Histórico (DPH) e deliberada pelo Conpresp.

Demolição

O processo de tombamento da unidade localizada na Avenida Angélica começou após o início da demolição da Escola Panamericana de Arte e Design que ficava na rua Groelândia. Em seu relato na 740ª Reunião Ordinária do Conpresp, o conselheiro Wilson Levy afirmou que: “comprovou-se, nesse ínterim, mediante apresentação do alvará, emitido por órgão competente, que o processo de demolição tramitou de forma hígida, não havendo, neste momento, condições de restituição da edificação ao status quo ante. Por isso, nada mais resta a fazer senão o reconhecimento de que o pedido de abertura do processo de tombamento encontra-se prejudicado em relação a este bem, que deverá ser expressamente excluído da versão definitiva da Resolução de Abertura do Processo de Tombamento”.

O projeto

O edifício da Escola Panamericana de Arte e Design na Avenida Angélica é completamente transparente — do 3º subsolo até a cobertura — e totalmente solto dos alinhamentos. O acesso ao centro de ensino acontece por meio de dois túneis-ponte. O empreendimento, projetado para abrigar 2 mil alunos, conta com 21 ateliês, estúdios de arte e fotografia, espaço de convivência, área de exposições e estacionamento. Ocupa 5,3 mil m² de área construída.

Loading

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos da Galeria da Arquitetura.

(55 11) 3879-7777

Fale conosco Anuncie
novidades fechar
Receba o boletim da
Galeria da Arquitetura
veja um exemplo